Hegemonia do Planejamento Urbano Estratégico e o Discurso Contra-Hegemônico do Direito à Cidade Outros Idiomas

ID:
57356
Resumo:
O presente trabalho teve por objetivo avaliar os argumentos que constituem os diferentes discursos acerca do Planejamento Urbano e o Direito à Cidade tendo como foco a construção de um Grande Projeto Urbano (GPU) denominado “Novo Recife”. Para tal, acessamos três posições discursivas sobre o assunto: Das empresas que formam o consórcio responsável pela construção, da Prefeitura do Recife e de um movimento social organizado denominado Direitos Urbanos (DU). O método adotado foi a arqueologia foucaultiana e sua análise de discurso. Nossos achados apontam para cinco formações discursivas antagônicas: Duas favoráveis e três contestadoras do modelo de planejamento urbano adotado no Recife.
Citação ABNT:
SANTOS, J. M. L.; MELLO, S. C. B. Hegemonia do Planejamento Urbano Estratégico e o Discurso Contra-Hegemônico do Direito à Cidade . Administração Pública e Gestão Social, v. 12, n. 2, p. 1-24, 2020.
Citação APA:
Santos, J. M. L., & Mello, S. C. B. (2020). Hegemonia do Planejamento Urbano Estratégico e o Discurso Contra-Hegemônico do Direito à Cidade . Administração Pública e Gestão Social, 12(2), 1-24.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/57356/hegemonia-do-planejamento-urbano-estrategico-e-o-discurso-contra-hegemonico-do-direito-a-cidade-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português