Quando o Desastre Bate à Porta: Reflexões Sobre a Ética da Gestão Pública de Riscos e de Desastres Outros Idiomas

ID:
57365
Resumo:
O aumento na ocorrência de tragédias em todo o mundo exige que governo e sociedade atuem na gestão integrada de riscos e de desastres, reforçando a importância deste tema em diferentes níveis do poder público nos quais questões éticas muitas vezes se manifestam. Considerando este contexto, o objetivo deste artigo teórico foi realizar uma reflexão sobre a ética da gestão pública de riscos e de desastres. Foi enfatizada a ética dos desastres como elemento indispensável para a gestão de emergências, evidenciando alguns de seus possíveis dilemas morais e a atuação do gestor público. Apesar de os princípios éticos de solução serem uma das alternativas para análise dos dilemas, normalmente eles são difíceis de operacionalizar em situações reais de crise. Assim, torna-se importante a realização de uma redução sociológica como método de assimilação crítica de forma que o tema possa ser pesquisado considerando as especificidades da cultura e gestão pública brasileira.
Citação ABNT:
SANTOS, L. S.; SERAfiM, M. Quando o Desastre Bate à Porta: Reflexões Sobre a Ética da Gestão Pública de Riscos e de Desastres . Administração Pública e Gestão Social, v. 12, n. 2, p. 1-16, 2020.
Citação APA:
Santos, L. S., & Serafim, M. (2020). Quando o Desastre Bate à Porta: Reflexões Sobre a Ética da Gestão Pública de Riscos e de Desastres . Administração Pública e Gestão Social, 12(2), 1-16.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/57365/quando-o-desastre-bate-a-porta--re---exoes-sobre-a-etica-da-gestao-publica-de-riscos-e-de-desastres-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português