Modos de Uso de Pesquisa-Ação em Dissertações e Teses em Administração no Brasil Outros Idiomas

ID:
57678
Resumo:
Este artigo se orienta pelo seguinte problema de pesquisa: como o método de pesquisa-ação vem sendo utilizado em investigações nos programas de pós-graduação em mestrado e doutorado no Brasil? O objetivo é investigar os tipos de pesquisa-ação predominantes nesses trabalhos. O referencial teórico provém do entendimento de Thiollent (2011) de pesquisa-ação. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica realizada durante os anos de 2018 e 2019, em 64 dissertações e teses defendidas no período de 2011 a 2018 nos programas de pós-graduação em administração brasileiros. As informações obtidas foram submetidas à Análise de Conteúdo, utilizando-se as categorias definidas por Tripp (2005) de pesquisa-ação: técnica; prática; política; socialmente crítica; e emancipatória. Os resultados revelam um forte predomínio da visão técnica e prática de pesquisa-ação e pouca utilização nos sentidos político e crítico-social, o que vai ao encontro da visão hegemônica funcionalista no campo da Administração. As contribuições do artigo são esclarecimentos sobre o uso da pesquisa-ação, bem como orientações para a exploração de novas tipologias.
Citação ABNT:
SILVEIRA, R. Z.; PALASSI, M. P.; PAULA, A. P. P. Modos de Uso de Pesquisa-Ação em Dissertações e Teses em Administração no Brasil. Revista Organizações em Contexto, v. 15, n. 30, p. 317-349, 2019.
Citação APA:
Silveira, R. Z., Palassi, M. P., & Paula, A. P. P. (2019). Modos de Uso de Pesquisa-Ação em Dissertações e Teses em Administração no Brasil. Revista Organizações em Contexto, 15(30), 317-349.
DOI:
http://dx.doi.org/10.15603/1982-8756/roc.v15n30p317-349
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/57678/modos-de-uso-de-pesquisa-acao-em-dissertacoes-e-teses-em-administracao-no-brasil/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português