Incentivando a Produtividade e a Qualidade na Construção Civil: Um Debate de Programas Outros Idiomas

ID:
57737
Resumo:
A contribuição potencial da ação dos Programas de Produtividade públicos para o crescimento da economia brasileira tem sido reconhecida. A realização deste potencial em sua plenitude, no entanto, tem sido uma problemática. Os Programas Produtivos, como o PBQP-H e o Procompi, levam às empresas participantes acesso a novos conhecimentos sobre melhorias de processos produtivos e de qualidade, treinamento de mão de obra e acesso a novos nichos de atuação, além de facilidade de alcance de financiamentos públicos. Neste contexto, o objetivo deste trabalho é identificar os principais resultados dos programas (PBQP-H e Procompi) de incentivo à qualidade e à produtividade. São trabalhados os atributos de usabilidade, custos e limitações. São apresentados os trabalhos considerados de maior importância já publicados, de acordo com a ferramenta de revisão sistemática denominada Methodi Ordinatio. No final, mostrou-se que os programas podem ser de grande valia, pois tendem a incentivar a produção e o crescimento econômico. Paralelamente, são programas que podem qualificar e incentivar as pequenas e médias empresas.
Citação ABNT:
SANTOS, C. H. S.; STRADIOTO, J. P.; OLIVEIRA, C. C. Incentivando a Produtividade e a Qualidade na Construção Civil: Um Debate de Programas . Desenvolvimento em Questão, v. 18, n. 51, p. 317-330, 2020.
Citação APA:
Santos, C. H. S., Stradioto, J. P., & Oliveira, C. C. (2020). Incentivando a Produtividade e a Qualidade na Construção Civil: Um Debate de Programas . Desenvolvimento em Questão, 18(51), 317-330.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2020.51.317-330
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/57737/incentivando-a-produtividade-e-a-qualidade-na-construcao-civil--um-debate-de-programas-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AMBROZEWICZ, P. H. L. Metodologia para capacitação e implantação de sistema de gestão da qualidade em escala nacional para profissionais e construtoras baseado no PBQP-H e em Educação a Distância. 2003. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

AMBROZEWICZ, P. H. L. Metodologia para desenvolvimento e implantação do programa brasileiro da qualidade e produtividade em obras do setor público baseada no atestado de qualificação. 2000. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, 2000.

ANDERSEN, P. H.; COOK, N.; MARCEAU, J. Dynamic innovation strategies and stable networks in the construction industry: implanting solar energy projects in the Sydney Olimpic Village. Journal of Business Research, n. 57, p. 351-360, 2004.

ANDRADE, S. F.; PIRES, M. M.; FERRAZ, M. I. F.; PINHEIRO, M. M. S. Índice de desenvolvimento como liberdade: uma proposta teórico-metodológica de análise. Revista Desenvolvimento em Questão, v. 14, n. 34, p. 5-59, 2016.

BARBIERI, J. C.; ÁLVARES, A. C. T. Inovações nas organizações empresariais. In: BARBIERI, J. C. Organizações inovadoras: estudos e casos brasileiros. Rio de Janeiro: FGV, 2003. p. 41-63.

BARROS, M. M. S. B. O processo de projeto e a busca de inovação tecnológica nas empresas construtoras. São Paulo: [s.n.], 1999.

BEUREN, I. M.; FLORIANI, R.; HEIN, N. Indicadores de inovação nas empresas de Construção Civil de Santa Catarina que aderiram ao Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat (PBQP-H). Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 4, n. 1, p. 161-178, jan./jun. 2014.

BRASIL. Lei n° 8.666 de 1993. Lei de Licitações e contratos. República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 1993. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8666cons.htm. Acesso em: 14 maio 2018.

CÂMARA, M. R. G.; BERGAMASCO, F. L. Competitividade e inovação nas empresas de construção civil de Londrina. In: SEMINÁRIO LATINO-IBERO-AMERICANO DE GESTIÓN TECNOLÓGICA (ALTEC), 2005, Salvador. Anais […]. Salvador, 2005.

CASTELLS, E. Avaliação da aplicabilidade de programas para qualidade de projeto na elaboração de projetos de edifícios residenciais e comerciais em altura. 2001. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2001.

CBIC. Câmara Brasileira da Indústria da Construção. Informativo Econômico – construção civil: desempenho e perspectivas. Brasília. 2011. Disponível em: http://www.cbicdados.com.br/files/textos/064.pdf. Acesso em: 15 maio 2018.

COLLING, M. A.; PIFFER, M. Corredores de desenvolvimento: conceito e aplicação. Revista Desenvolvimento em Questão, Ijuí: Editora Unijuí, v. 14, n. 36, p. 99-134, 2016.

CORRÊA, E. K.; LUZ, M. L. G. S.; LUZ, C. A. S.; CORRÊA, L. B. Metodologia da pesquisa científica e produção de textos para engenharia. Pelotas: Editora e Gráfica UFPel, 2012.

COTIAN, L. F. P. Proposta de metodologia de avaliação e planejamento para redes horizontais de empresas com base em seu ciclo. 2017. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Tecnológica do Paraná, Ponta Grossa, 2017.

COUTINHO, L.; LAPLANE, M.; TAVARES FILHO, N.; KUPFER, D.; FARINA, E.; SABBATINI, R. “Estudo da competitividade de cadeias integradas no Brasil: impactos das zonas de livre comércio”. Cadeia automobilística. Campinas: Unicamp; Finep, 2002.

FIGUEIREDO, P. N. New challenges for public research organizations in agricultural innovation in developing economies: Evidence from Embrapa in Brazil’s soybean industry. The Quarterly Review of Economics and Finance, v. 62, p. 21-32, 2016.

GOVERNO FEDERAL. Comitê Nacional da Qualidade e Produtividade, 1998. Disponível em: http://pbqp-h. cidades.gov.br/pbqp_baselegal.php. Acesso em: 13 jun. 2018.

JANUZZI, U. A.; VERCESI, C. Quality management system in civil construction: a study from the experience of PBQP-H in construction companies of the city of Londrina. Revista Gestão Industrial, v. 6, n. 33, p. 136160, 2010.

JARAMILLO, H.; LUGONES, G.; SALAZAR, M. Manual de Bogotá: Normalización de indicadores de Inovación Tecnológica en América Latina y el Caribe. 2001. Disponível em: http://www.ricyt.org/biblioteca-sp-1864514149/doc_view/5-manual-de-bogota. Acesso em: jun. 2018.

MELLO, L. C. B. B. Modernização das pequenas e médias empresas de construção civil: impacto dos programas de melhoria de gestão da qualidade. 2006. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ, 2006.

MENDONÇA, M. A. A.; FREITAS, F. A.; SOUZA, J. M. Tecnologia da informação e produtividade na indústria brasileira. Revista de Administração de Empresas. v. 49, n. 1, p. 74-85, 2009.

MIOZZO, M.; DEWICK, P. Building competitive advantage: innovation and corporate governance in European construction. Research Policy, Elselvier, 2005.

NETO, J. M. R.; BORGES, D. F. O problema da integração de programas governamentais de desenvolvimento regional: o caso do Promeso. Revista Desenvolvimento em Questão, Ijuí: Editora Unijuí, v. 12, n. 27, p. 95-125, 2014.

OLIVEIRA, K. A. S. L. Qualidade em obras públicas: um estudo comparativo das metodologias Seis Sigma, ISO 9000 e PBQP-H no RN. 2009. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, 2009.

PAGANI, R. N.; KOVALESKI, J. L.; RESENDE, L. M. Methodi ordinatio: a proposed methodology to select and rank relevant scientific papers encompassing the impact factor, number of citation, and year of publication. Scientometrics, Springer, v. 105, n. 3, p. 2.109-2.135, 2015.

PAGANI, R. N.; ZAMMAR, G.; KOVALESKI, J. L.; RESENDE, L. M. Technology transfer models: typology and a generic model. International Journal of Technology Transfer and Commercialisation, v. 14, n. 1, p. 20-41, 2016.

PBQP-H. Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat, 2012. Disponível em: http://www. pbqp-h.com.br/Downloads.aspx. Acesso em: 14 jun. 2018.

PEREIRA, M. B. Avaliação de políticas públicas para arranjos produtivos locais: a eficácia da terceira edição do PROCOMPI no apoio ao APL de água mineral da Grande Natal. 2010. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2010.

PICCHI, F. Sistemas de gestão da qualidade: uso em empresas de construção de edifícios. 1993. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, USP, 1993.

PROCOMPI. Melhores práticas em inovação e produtividade. 2016. Disponível em: http://www.portaldaindustria.com.br/cni/canais/procompi/biblioteca/publicacoes/. Acesso em: 13 jun. 2018.

SARGENT, T.; RODRIGUEZ, E. Labour or total factor productivity: do we need to choose? International Productivity Monitor, v. 1, n. 1, p. 41-44, 2000.

SEIXAS, M. J. de; PICCHI, F. A. Implantação de sistemas de gestão da qualidade em empresas construtoras: levantamento e catalogação de avaliações já realizadas no Brasil, 2009. Disponível em: https://www.prp. unicamp.br/pibic/congressos/xiiicongresso/cdrom/html/FEC.html. Acesso em: 14 jun. 2018.

TOLEDO, R. de; ABREU, A. F. de; JUNGLES, A. E. A difusão de inovações tecnológicas na indústria da construção civil. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA, DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 8., 2000, Salvador. Anais […]. Salvador, 2000.

VANALLE, R. M.; SALLES, J. A. A.; JUNIOR, M. V. Strategies of Production in the Automobile Industry: a Multi-case study in Spain and Brazil. Brazilian Journal of Operations & Production Management, vol. 6, n. 2, p. 101-124, 2009.