A Remuneração dos Executivos Mitiga os 'Accruals' Discricionários? Uma Análise em Bancos Brasileiros de Capital Aberto Outros Idiomas

ID:
57853
Resumo:
Esta pesquisa objetiva analisar a influência da remuneração dos executivos no gerenciamento de resultados nos bancos brasileiros de capital aberto. Para tanto, analisouse 17 empresas do setor bancário que negociaram ações na B3, entre 2010 e 2018. Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva e da análise multivariada, com uso da regressão quantílica. Os achados revelam que não houve diferença dos níveis de gerenciamento de resultados e da remuneração dos executivos ao longo dos anos, mesmo em períodos de recessão econômica (2015 e 2016). As evidências indicam que as empresas com os maiores níveis de gerenciamento de resultados são sensíveis à diminuição das práticas de manipulação dos accruals discricionários, quando há o aumento da remuneração dos executivos.
Citação ABNT:
SOUSA, A. M.; RIBEIRO, A. M. A Remuneração dos Executivos Mitiga os 'Accruals' Discricionários? Uma Análise em Bancos Brasileiros de Capital Aberto . Contextus - Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 18, n. 1, p. 25-38, 2020.
Citação APA:
Sousa, A. M., & Ribeiro, A. M. (2020). A Remuneração dos Executivos Mitiga os 'Accruals' Discricionários? Uma Análise em Bancos Brasileiros de Capital Aberto . Contextus - Revista Contemporânea de Economia e Gestão, 18(1), 25-38.
DOI:
https://doi.org/10.19094/contextus.2020.42452
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/57853/a-remuneracao-dos-executivos-mitiga-os--accruals--discricionarios--uma-analise-em-bancos-brasileiros-de-capital-aberto-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português