Técnicas de Gestão e Silenciamento Organizacional: O Relato de um Gerente Outros Idiomas

ID:
58265
Resumo:
Objetivou-se analisar as mudanças nas relações estabelecidas no ambiente de trabalho condicionadas pela implementação de técnicas de gestão que caracterizam um modelo toyotista e produziram o fenômeno do silêncio organizacional. A história de um trabalhador do sistema financeiro estrutura nosso argumento. Observações e documentos mediaram a compreensão da história individual com as relações sociais gerais. Guiados pelas categorias de singularidade, particularidade e universalidade, estabelecemos os nexos entre a situação do trabalhador, as técnicas de gestão da empresa e o movimento de reestruturação produtiva. Os resultados mostram que as várias técnicas foram meios de silenciar construídos ao longo da carreira do trabalhador, à medida que as frustrações foram acumuladas e as necessidades do processo de trabalho se alteraram. O que na vida de um gestor é frustração e silêncio, no movimento de totalização são alterações no ser gestor, marcado pelo esvaziamento das funções de planejamento e controle.
Citação ABNT:
MOURA-PAULA, M. J.; MOREIRA, P. A. A.; FERRAZ, D. L. S. Management Techniques and Organizational Silencing: A Manager’s Account. Organizações & Sociedade, v. 27, n. 93, p. 216-230, 2020.
Citação APA:
Moura-paula, M. J., Moreira, P. A. A., & Ferraz, D. L. S. (2020). Management Techniques and Organizational Silencing: A Manager’s Account. Organizações & Sociedade, 27(93), 216-230.
DOI:
10.1590/1984-9270933
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/58265/tecnicas-de-gestao-e-silenciamento-organizacional--o-relato-de-um-gerente/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Inglês