Logística Reversa sob a Perspectiva da Política Nacional de Resíduos Sólidos - PNRS no Complexo Portuário de Itajaí Outros Idiomas

ID:
58491
Resumo:
Nos terminais portuários são recolhidas quantidades significativas de resíduos sólidos, cujo tratamento e disposição final devem ser adequadamente administrados. A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) é um marco importante no que se refere à gestão integrada e ao gerenciamento dos resíduos sólidos. A mesma foi aprovada por meio da Lei n°. 12.305/10 e regulamentada pelo Decreto n°. 7.404/10. Esta pesquisa visou analisar as práticas de sistemas de Logística Reversa do Complexo Portuário de Itajaí, segundo a PNRS. Os dados da pesquisa foram obtidos por meio de entrevista semiestruturada com questões que abordam diversos aspectos da Logística Reversa com profissionais dos terminais Portuários alocados no Complexo Portuário de Itajaí. Constatou-se que a prática adotada no Complexo Portuário de Itajaí está de acordo com a PNRS. Conclui-se que a Logística Reversa, apesar de nem sempre ser conhecida em sua pura definição, é praticada como exigência legal, através da PNRS. Constatou-se ainda que é de conhecimento das empresas, que suas ações podem ser lucrativas, reduzindo desperdícios auxiliando na conservação dos ecossistemas adjacentes, algo de extrema relevância.
Citação ABNT:
GARCIA, S. A. S.; LENZI, F. C.; PELLIZZARI, F.; ANDRADE, M. A. Logística Reversa sob a Perspectiva da Política Nacional de Resíduos Sólidos - PNRS no Complexo Portuário de Itajaí. Revista Eletrônica Científica do CRA-PR, v. 6, n. 2, p. 30-46, 2019.
Citação APA:
Garcia, S. A. S., Lenzi, F. C., Pellizzari, F., & Andrade, M. A. (2019). Logística Reversa sob a Perspectiva da Política Nacional de Resíduos Sólidos - PNRS no Complexo Portuário de Itajaí. Revista Eletrônica Científica do CRA-PR, 6(2), 30-46.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/58491/logistica-reversa-sob-a-perspectiva-da-politica-nacional-de-residuos-solidos---pnrs-no-complexo-portuario-de-itajai/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ. Manual detalhado de instalações portuárias para resíduos – IMO. Disponível em: . Acesso em: 10 de mar. de 2019.

Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ. O porto verde: Modelo ambiental portuário. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2019.

Aligleri, L., Aligleri, L. A., & Kruglianskas, I. (2009) Gestão socioambiental: responsabilidade e sustentabilidade do negócio. São Paulo: Atlas.

Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR 10004: Resíduos sólidos classificação. Disponível em: . Acesso em 10 de mar. de 2019.

Barbieri, J. C. (2007) Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos instrumentos. 2 ed. São Paulo: Saraiva.

Bucci, M. P. D. (2002) Direito administrativo e políticas públicas. São Paulo: Saraiva.

Carvalho, M. F. A vigilância sanitária – Situação atual e o gerenciamento de resíduo sólidos em área portuária. 2007. Disponível em: . acesso em 10 de jan. de 2019.

Cunha, Í. S., & Neves, M. F. B. (2009) Gestão ambiental na costa, portos e sustentabilidade. Santos: PUC-Santos.

Cunha, V., & Fialho, J. V. C. (2002) Gerenciamento da coleta de resíduos sólidos urbanos: estrutura e aplicação de modelos não-linear de programa por metas. Revista Gestão & Produção. 9(2), 143-161.

Fillol, A. G. F. S., Lunkes, R. J., Feliu, V. M. R., & Soler, C. C. (2012) Sustentabilidade ambiental: Um estudo na autoridade portuária de Valencia, Espanha. Revista de Gestão, Finanças e Contabilidade. 2(1), 2-20.

Lacerda, L. (2002) Logística reversa: Uma visão sobre os conceitos básicos e as práticas operacionais. Rio de Janeiro: Centro de Estudos em Logística – COPPEAD – UFRJ.

Leal, R. C. O controle judicial de políticas públicas no Brasil: Possibilidades materiais. In: Sarlet, I. W. (2006) Jurisdição e direitos fundamentais: anuário 2005/2006. Porto Alegre: Escola Superior da Magistratura/ Livraria do Advogado.

Leite, P. R. Logística reversa: meio ambiente e competitividade -São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

Pereira, A. L., Boechat. C. B., & Tadeu, H. F. B. (2012) Logística reversa e sustentabilidade. São Paulo: Cengace.

Portaria da Secretaria Especial dos Portos (SEP) nº 104, de 29 de abril de 2009. Disponível em:< http://www.diariodasleis.com.br/busca/exibelink.php?numlink=210923>. Acesso em 10 de abr. de 2019.

Porto de Itajaí. Estatística 2012. Disponível em: . Acesso em 31 de jul. de 2019 Porto de Paranaguá adota logística reversa, 24 jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2019.

Resolução ANTAQ nº 2.190 de 28 de julho de 2011. Disponível em: . Acesso em 15 de abr. 2019.

Resolução CONAMA n°. 306 de 05 de julho de 2002. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/legislacao/CONAMA_RES_CONS_2008_306.pdf> . Acesso em 10 de abr. de 2019.

Resolução CONAMA nº 398, de 11 de junho de 208. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/legislacao/CONAMA_RES_CONS_2008_398.pdf> . Acesso em 10 de mar. de 2019.

Rogers, D. S., & Tibben-Lembke, R. S. (2006) An examination on reverse logistics practices. Journal of Business Logistics. 22(2), 129-148.

SACHS, I. (2000) Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond.

Schenini, P. C. (2005) Gestão empresarial socioambiental. Florianópolis: Gráfica Nova Letra.

Schindler, F. (2007) Gestão de resíduos nos portos: Prevenção, minimização, reciclagem, tratamento e disposição final de resíduos e experiência europeias. Disponível: . Acesso em: 10 de ago. de 2019.

Secchi, L. (2010) Políticas públicas: Conceitos, esquemas de análise, casos práticos. São Paulo: Cengage Learning. Secretaria do Meio Ambiente. O que são políticas públicas? Disponível em: < http://www.meioambiente.pr.gov.br/arquivos/File/coea/pncpr/O_que_sao_PoliticasPublicas.p df>. Acesso em 10 de set. 2019.

Stock, J. R. Reverse logistics. (1998) Council of Logistics Management/ OakBroak.

Tavares, M. (2002) Gestão ambiental portuária: Aplicação do QFD à gestão ambiental de terminais de petróleo e derivados. Rio de Janeiro: Papel Virtual.

Valle, R., & Souza, R. G. de. (2014) Logística reversa: Processo a processo. São Paulo: Atlas.

Xavier, L. H., & Correa, H. L. (2013) Sistemas de logística reversa: Criando cadeias de suprimento sustentáveis. São Paulo: Atlas.