A Dinâmica Espacial dos Destinos Turísticos Limítrofes da Região das Agulhas Negras Outros Idiomas

ID:
58682
Resumo:
Os resultados apresentados nesse artigo se inserem no contexto da pesquisa de dissertação de mestrado que investigou a gestão pública na região turística das Agulhas Negras. Essa região está localizada no sul do estado do Rio de Janeiro, fazendo limites com os estados de Minas Gerais e São Paulo. Considerando que as decisões do Conselho Regional de Turismo daquela região acabam impactando diversas localidades vizinhas devido à proximidade de seus territórios e à circulação de turistas entre elas, investiga-se se as entidades turísticas desses municípios vizinhos estão, de alguma forma, incluídas nas decisões daquele Conselho Regional. Para tanto, foram realizadas discussões sobre mobilidade e uso da categoria território-rede para compreensão do fenômeno turístico e entrevistas em profundidade com participantes do Conselho utilizando a técnica ‘bola de neve’. Como resultado, tem-se que os entrevistados percebem que o turismo na região ultrapassa as divisas estaduais e que os agentes de um dos municípios vizinhos estão incluídos no Conselho, mas não o consideram representativo. É consenso que, para os turistas, o limite político-administrativo é indiferente e que é possível haver cooperação entre municípios vizinhos.
Citação ABNT:
BANTIM, N.; FRATUCCI, A. A Dinâmica Espacial dos Destinos Turísticos Limítrofes da Região das Agulhas Negras. Turismo: Visão e Ação, v. 22, n. 2, p. 235-253, 2020.
Citação APA:
Bantim, N., & Fratucci, A. (2020). A Dinâmica Espacial dos Destinos Turísticos Limítrofes da Região das Agulhas Negras. Turismo: Visão e Ação, 22(2), 235-253.
DOI:
http://dx.doi.org/10.14210/rtva.v22n2.p235-253
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/58682/a-dinamica-espacial-dos-destinos-turisticos-limitrofes-da-regiao-das-agulhas-negras/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português