Desenvolvimento de Competências e Metodologias Ativas: A Percepção dos Estudantes de Graduação em Administração Outros Idiomas

ID:
58733
Resumo:
As competências passaram a ser vistas como elementos centrais na formação de profissionais e também como garantidoras de empregabilidade em um cenário de altas taxas de desemprego entre jovens. O objetivo do artigo é examinar se e como, na percepção dos estudantes do curso de graduação em Administração, a utilização de metodologia ativa contribui para o desenvolvimento de suas competências profissionais Um estudo de caso foi realizado em Instituição de Ensino Superior IES do estado de São Paulo que adota, no curso de bacharelado em Administração estratégias ativas de ensino-aprendizagem, fundamentadas nos métodos Problem-based learning (PBL) e Case-based learning (CBL). Os resultados mostram que são nas práticas realizadas no ciclo de trabalho PBL/CBL que os estudantes percebem estar adquirindo capacidades específicas agrupadas em três dimensões de competências: básicas (CBs); sociais (CSs), e para a solução de problemas (CSPs). O desenvolvimento de competências no ambiente educacional requer que a aprendizagem de seus componentes (conceituais, procedimentais e atitudinais) ocorra por meio de procedimentos (fontes de aprendizagem) disciplinares, interdisciplinares e/ou metadisciplinares, e com o apoio de metodologias que possibilitem a aprendizagem ativa, transferível, cooperativa, porém, autonôma dos aprendizes. Analisamos que nas metodologias ativas, fundamentadas no modelo problem-based, dois componentes do processo tutorial influenciam no desenvolvimento das competências: o problema e o professor. O problema pela qualidade da estruturação com que é constituído. O professor pelos vários papéis de orientação dos estudantes que assume nos estágios do ciclo de aprendizagem. Os resultados obtidos contribuem para o campo do Ensino em Administração, no sentido de auxiliar tanto gestores na tomada de decisão sobre a implementação de metodologias ativas no currículo dos cursos de Administração quanto professores na (re)organização de suas práticas educativas e na conscientização sobre novos papéis que devem assumir no processo de ensino-aprendizagem.
Citação ABNT:
AYRES, R. M. S. M.; CAVALCANTI, M. F. R. Desenvolvimento de Competências e Metodologias Ativas: A Percepção dos Estudantes de Graduação em Administração. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 21, n. 1, p. 52-91, 2020.
Citação APA:
Ayres, R. M. S. M., & Cavalcanti, M. F. R. (2020). Desenvolvimento de Competências e Metodologias Ativas: A Percepção dos Estudantes de Graduação em Administração. Administração: Ensino e Pesquisa, 21(1), 52-91.
DOI:
http://dx.doi.org/10.13058/raep.2020.v21n1.1668
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/58733/desenvolvimento-de-competencias-e-metodologias-ativas--a-percepcao-dos-estudantes-de-graduacao-em-administracao/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
AGRA, G.; FORMIGA, N.S.; OLIVEIRA, P. S.; COSTA, M. M. L.; FERNANDES, M. G. M.; NÓBREGA, M.M.L. Análise do conceito de aprendizagem significativa à luz da Teoria de Ausubel. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 72, n. 1, p. 258–265, 2019. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0691.

ANTONELLO, C. S.; DUTRA, M. L. S. Projeto pedagógico: uma proposta para o desenvolvimento de competências de alunos do curso de administração, com foco no empreendedorismo. In: ENANPAD-Encontro Científico de Administração, 2005. Brasília. Anais... Brasília: Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, 29, 2005. CD ROM, 2005. Disponível em: http://www.anpad.org. br/diversos/down_zips/9/enanpad2005-epqa-0701.pdf. Acesso em 17/08/2019.

ANTONELLO, C.S. Aprendizagem na ação revisitada e seu papel no desenvolvimento de competências. Aletheia, n. 26, p. 146-167, 2007.

BAILLIE, L. Exchanging focus groups for individual interviews during qualitative data collection: a discussion. Nurse Researcher, v. 27, n. 2, 2019. https://doi.org/10.7748/nr.2019.e1633.

BITENCOURT, C. C. A gestão de competências gerenciais e a contribuição da aprendizagem organizacional. Revista de Administração de Empresas, v. 44, n. 1, p. 58–69, mar. 2004. http://dx.doi.org/10.1590/ S0034-75902004000100004.

BOAVENTURA, P.S.M.; SOUZA, L.L.F.; GERHARD, F.; BRITO, E.P.Z. Desafios na formação de profissionais em Administração no Brasil. Administração: ensino e pesquisa, v. 19, n. 1, p.1-31, 2018. http:// dx.doi.org/10.13058/raep.2018.v19n1.775

BOYATZIS, R. E. The competent manager. New York: Wiley, 1982.

CHAN, C. K. Y.; FONG, E.T.Y.; LUK, L.Y.Y.; HO, R. A review of literature on challenges in the development and implementation of generic competencies in higher education curriculum. International Journal of Educational Development, v. 57, n. September, p. 1–10, 2017. http://dx.doi.org/10.1016/j.ijedudev.2017.08.010

CHING, H. Y.; SILVA, E. C.; TRENTIN, P. H. Formação por competência: Experiência na Estruturação do Projeto Pedagógico de um curso de Administração, Administração: Ensino e Pesquisa, v. 15, n. 4, p. 697-727, 2014. https://doi.org/10.1016/j.ijedudev.2017.08.010.

CNE/CEB, Conselho Nacional da Educação/Câmara de Educação. Resolução CNE/CEB nº 04/99. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico. Brasília: Diário Oficial da União (DOU), 1999.

CNE/CES-Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Superior. Resolução 4 de 13 de julho de 2005. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Administração e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial da União (DOU), 2005.

EISENHARDT, K. M.; GRAEBNER, M. E. Theory building from cases : opportunities and challenges. Academy of Management Journal, v. 50, n. 1, p. 25–32, 2007. : http://www.jstor.org/stable/20159839.

ESCRIVÃO FILHO, E.; RIBEIRO, L. R. C. Inovando no ensino de administração: uma experiência com a aprendizagem baseada em problemas (PBL). Cadernos EBAPE.BR, p. 1–9, 2008. http://dx.doi. org/10.1590/S1679-39512008000500004.

FINI, M. I. Inovações no Ensino Superior. Metodologias inovadoras de aprendizagem e suas relações com o mundo do trabalho: desafios para a transformação de uma cultura. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 19, n. 1, p. 176–183, 2018. https://doi.org/10.13058/raep.2018.v19n1.982.

FLEURY, M.T. L.; FLEURY, A. C. C. Alinhando estratégia e competências. Revista de Administração de Empresas, v. 44, n. 1, p. 44–57, 2004. https://doi.org/10.1590/S0034-75902004000100012.

FLEURY, M.T.L.; FLEURY, A.C.C. Construindo o conceito de competência, RAC Revista de Administração Contemporânea, p. 183-196, 2001. https://doi.org/10.1590/S1415-65552001000500010.

FREITAS, P. F. P.; MONTEZANO, L.; ODELIUS, C. C. A influência de atividades extracurriculares no desenvolvimento de competências gerenciais em grupos de pesquisa. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 20, n. 1, p. 12–49, 2019. https://doi.org/10.13058/raep.2019.v20n1.1070.

GODOI, A. F.; FERREIRA, G.V. Metodologia ativa de aprendizagem para o ensino em Administração: relatos da experiência com a aplicação do Peer Instruction em uma instituição de ensino superior. REA Revista Eletrônica de Administração, v. 15, n.2, p. 337-352, 2016.

GODOY, A. S.; ANTONELLO, C. S. Competências individuais adquiridas durante os anos de graduação de alunos do Curso de Administração de Empresas. Revista de Ciências da Administração, v. 11, n. 23, p. 157–191, 2009.

GODOY, A. S.; ANTONELLO, C.; BIDO, D. S.; SILVA, D. O desenvolvimento das competências de alunos formandos do curso de Administração: um estudo de modelagem de equações estruturais. Revista de Administração RAUSP, v. 44, n. 3, p. 265–278, 2009. http://www.redalyc.org/articulo. oa?id=223417462007.

GUEDES, K. L.; ANDRADE, R. O. B.; NICOLINI, A. M. A avaliação de estudantes e professores de administração sobre a experiência com a aprendizagem baseada em problemas. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 16, n. 1, p. 71-85, 2015. https://doi.org/10.13058/raep.2015.v16n1.201.

HEAVISIDE, H. J.; MANLEY, A. J.; HUDSON, J. Bridging the gap between education and employment: a case study of problem-based learning implementation in postgraduate sport and exercise psychology. Higher Education Pedagogies, v. 3, n. 1, p. 463–477, 2018. https://doi.org/10.1080/23752696.2018.146 2095.

HMELO-SILVER, C. E. Problem-based learning: What and how do students learn? Educational Psychology Review, v. 16, n. 3, p. 235–266, 2004. DOI: 10.1023/B:EDPR.0000034022.16470.f3.

JASSAWALLA, A.; SASHITTAL, H.; MALSHE, A. Students’ perceptions of social loafing: its antecedents and consequences in undergraduate business classroom teams. Academy of Management Learning and Education, v. 8, n. 1, p. 42–54, 2009. https://doi.org/10.5465/amle.2009.37012178.

KANTAR, L. D.; MASSOUH, A. Case-based learning: what traditional curricula fail to teach. Nurse Education Today, v. 35, n. 8, p. e8–e14, 2015. https://www.researchgate.net/deref/http%3A%2F%2Fdx.doi. org%2F10.1016%2Fj.nedt.2015.03.010.

LOMBARDI, M. F. S.; TRAVERSO, L.; LEITE, R.S.; CARVALHO, F. M.; CARO, As Competências adquiridas durante o curso de graduação em Administração de empresas na ótica dos alunos formandos: um estudo em cinco instituições de ensino superior. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 12, n. 1, p. 119–147, 2011. https://doi.org/10.13058/raep.2011.v12n1.175.

MARINHO-ARAÚJO, C. M.; ALMEIDA, L. S. Abordagem de competências, desenvolvimento humano e educação superior. Psicologia: Teoria e Pesquisa, v. 32, n. spe, p. 1–10, 2016. https://doi. org/10.1590/0102-3772e32ne212.

MATSOUKA, K.; MIHAIL, D.M. Graduates ’ employability : What do graduates and employers think ? Industry and Higher Education, v. 30, n. 5, 321-326, 2016. https://www.researchgate.net/deref/ http%3A%2F%2Fdx.doi.org%2F10.1177%2F0950422216663719.

McCLELLAND, D.C. Testing for competence rather than for “ Intelligence “, American Psychologist, v.28, i. 1, p. 1-14, 1973.

MINEIRO, A. A. C.; ANTUNES, L. G. R.; VIEIRA, J.; ANDRADE, D. M. Como o aprendizado pode ser efetivo com o uso da Técnica Multidimensional de Ensino em Administração? Administração: Ensino e Pesquisa, v.19, n. 3, p. 504-554, 2018. https://doi.org/10.13058/raep.2018.v19n3.903.

MUMTAZ, S.; LATIF, R. Learning through debate during problem-based learning: an active learning strategy. Advances in Physiology Education, v. 41, n. 3, p. 390–394, 2017. https://doi.org/10.1152/advan.00157.2016.

NORDHAUG, O., GRONHAUG, K. Competencies as resources in firms. International Journal of Human Resources Management, v. 5, n. 1, pp. 89-95, 1994. https://doi.org/10.1080/09585199400000005.

NUNES, S. C. Discurso e a prática da formação baseada em competências : um estudo em cursos de graduação em administração. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 11, n. 3, p. 395–424, 2010. https:// doi.org/10.13058/raep.2010.v11n3.136.

NUNES, S. C. O ensino em Administração: análise à luz da abordagem das competências. Revista de Ciências da Administração, p. 198–223, 2011. https://doi.org/10.5007/2175-8077.2010v12n28p198.

NYUMBA, O.T.; WILSON, K.; DERRICK, C. J.; MUKHERJEE, N. The use of focus group discussion methodology: insights from two decades of application in conservation. Methods in Ecology and Evolution, v.9, n. 1, p. 20-32, 2018. DOI: 10.1111/2041-210X.12860.

PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artmed, 1999.

RIBEIRO, L. R. C. Aprendizagem baseada em problemas (PBL): uma experiência no ensino superior. São Carlos: EDUFSCAR, 151p., 2008.

ROCHA-PINTO, S. R.; BEZERRA, K. R. Desenvolvimento de competência em escolas técnicas: as visões de contratados e contratantes. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 15, n. 2, p. 351, 2014. https://doi. org/10.13058/raep.2014.v15n2.25.

SAHU, P. K.; SA, B. Tutor’s role in problem-based learning: minimum interference with maximum responsibility. Journal of Multidisciplinary & Contemporary Research, v. 1, n. 2, p. 1–9, 2015.

SALVADOR, A. B.; IKEDA, A. A. O uso de metodologias ativas de aprendizagem em MBA de marketing. Cadernos EBAPE.BR, v. 17, n. 1, p. 129–143, 2019. http://dx.doi.org/10.1590/1679-395168522.

SANDBERG, J. Understanding human competence at work: an interpretative approach. Academy of Management Journal, v. 43, i. 1, p. 9-25, 2000. https://doi.org/10.5465/1556383.

SANT’ANNA, A. S.; SANTOS, J. N.; DINIZ, D. M.; BENEVIDES, T. N.; DULTRA, M. P. M. Competências individuais e modernidade organizacional : um estudo comparativo entre profissionais de organizações mineiras e baianas, Gestão & Produção, v. 23, n. 2, p. 308-319, 2016. https://doi.org/10.1590/0104-530x1191-15.

SIGGELKOW, N. Persuasion with case studies. Academy of Management Journal, v. 50, n. 1, p. 20–24, 2007. http://dx.doi.org/10.19177/reen.v1e120081-9.

SILVA, A. B.; BISPO, A. C. K. A.; RODRIGUEZ, D. G.; VASQUEZ, F. I. F. Problem-based learning: a proposal for structuring PBL and its implications for learning among students in an undergraduate management degree program. Revista de Gestão, v. 25, n. 2, p. 160–177, 2018.

SIQUEIRA, L.; NUNES, S. C. Um olhar sobre o projeto pedagógico e as práticas docentes baseados na proposta de formação por competências. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 12, n. 3, p. 415–445, 2011. http://dx.doi.org/10.1108/REGE-03-2018-030.

SOCKALINGAM, N.; ROTGANS, J. I.; SCHMIDT, H. G. Assessing the quality of problems in problem-based learning. International Journal of Teaching and Learning in Higher Education, v. 24, n. 1, p. 43–51, 2012. https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ977181.pdf.

SOUZA, D. L.; ZAMBALDE, A. L. Desenvolvimento de competências e ambiente acadêmico: um estudo em cursos de Administração de Minas Gerais, Brasil. Revista de Administração, v. 50, n. 3, p. 338–352, 2015. https://doi.org/10.5700/rausp1204.

SOUZA, M. M. P.; CARRIERI, A. P.; PINHEIRO, C. P. Da qualificação à competência profissional: uma discussão das mudanças sobre as relações de trabalho no contexto brasileiro. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 10, n. 2, p. 97–115, 2009.

TSAI, M. H.; TANG, Y. C. Learning attitudes and problem-solving attitudes for blended problem-based learning. Library Hi Tech, v. 35, n. 4, p. 615–628, 2017 https://doi.org/10.1108/LHT-06-2017-0102.

UNGARETTI, T.; THOMPSON, K. R.; MILLER, A.; PETERSON, T. O. Problem-based learning: lessons from medical education and challenges for management education. Academy of Management Learning & Education, v. 14, n. 2, p. 173–186, 2015. https://doi.org/10.5465/amle.2013.0245.

URIAS, G. M. P. C.; AZEREDO, L. A. S. Metodologias ativas nas aulas de administração finaceira: alternativa ao método tradicional de ensino para o despertar da motivação intrínseca e o desenvolvimento da autonomia. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 18, n. 1, p. 39–67, 2017. https://doi.org/10.13058/ raep.2017.v18n1.473.

VALADÃO JÚNIOR, V. M.; ALMEIDA, R. C.; MEDEIROS, C. R. O. Empresa Júnior: espaço para construção de competências. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 15, n. 4, p. 693-693, 2014. https://doi. org/10.13058/raep.2014.v15n4.1.

VALDEVINO, A. M.; BRANDÃO, H. A.; CARNEIRO, J. S.; SANTOS, Í. A. T.; SANTANA, W. J. P. Caso para ensino como metodologia ativa em Administração. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, Edição Especial, agosto, p. 1-12, 2017. https://doi.org/10.12712/rpca.v11i3.1006.

ZABALA, A.; ARNAU, L. Como aprender e ensinar competências como aprender e ensinar competências, Porto Alegre: Artmed, 197p., 2010.

ZAMPIER, M. A.; TAKAHASHI, A. R. W. Competências empreendedoras e processos de aprendizagem empreendedora: modelo conceitual de pesquisa. Cadernos EBAPE.BR, v. 9, n. spe1, p. 564–585, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S1679-39512011000600007

ZARIFIAN, P. O modelo da competência: trajetória histórica, desafios atuais e propostas. São Paulo:SENAC, 192p., 2003.