Didática de Ensino Aplicada por Docentes-Secretários Executivos: Quais São as Percepções dos Discentes? Outros Idiomas

ID:
60520
Resumo:
A docência na educação superior emerge como área de atuação secretarial e evidencia desafios relacionados ao domínio de conhecimentos pedagógicos. Esta pesquisa tem como objetivo analisar as percepções de discentes de Secretariado Executivo sobre as práticas de ensino de docentes-secretários executivos. Realizou-se uma pesquisa qualitativa e descritiva com a participação de 46 estudantes do curso de Secretariado Executivo de uma Universidade Federal do Nordeste. A coleta de dados foi realizada em dois momentos. O primeiro utilizou a aplicação de questionário. Na segunda fase, recorreu-se à técnica de entrevista. A interpretação dos dados foi feita por meio da análise de conteúdo. Os resultados denotaram que a didática de ensino aplicada pelos professores secretários executivos visa estratégias participativas e inclusivas, bem como uma fusão entre o mundo real e as leituras, ao englobar experiências reais. A atuação de docentes-secretários contribui para a construção de conhecimentos específicos e para a relação professor-aluno. Porém, a didática aplicada por secretários executivos que se tornam docentes é marcada por diversos desafios oriundos da ausência de uma formação pedagógica. Na perspectiva dos discentes, ainda existem desafios a serem superados em relação às estratégias, a fim de que promovam um ensino que atenda às necessidades dos educandos.
Citação ABNT:
BARROS, C. M. P.; SILVA, J. N. O.; ROCHA, L. S. Didática de Ensino Aplicada por Docentes-Secretários Executivos: Quais São as Percepções dos Discentes?. Revista de Gestão e Secretariado, v. 11, n. 3, p. 47-73, 2020.
Citação APA:
Barros, C. M. P., Silva, J. N. O., & Rocha, L. S. (2020). Didática de Ensino Aplicada por Docentes-Secretários Executivos: Quais São as Percepções dos Discentes?. Revista de Gestão e Secretariado, 11(3), 47-73.
DOI:
http://dx.doi.org/10.7769/gesec.v11i3.1110
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/60520/didatica-de-ensino-aplicada-por-docentes-secretarios-executivos--quais-sao-as-percepcoes-dos-discentes-/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Adelino, F. J. S. (2012). As estratégias pedagógicas utilizadas no processo de ensinoaprendizagem: concepções dos alunos de secretariado executivo da UFPB. R. G. Secr., GESEC., São Paulo, 3(1), 05-29, jan./jun. Recuperado em 12 abril, 2020, de https://www.revistagesec.org.br/secretariado/article/view/81.

Akpomi, M., & Ordu, P. (2009). Modern office technology and the secretary's productivity in private business organisations. African Journal of Business Management, 3(8), p. 333339. Recuperado em 2 setebro2020, de file:///C:/Users/Adm/Downloads/Documents/article1380540913_Ordu%20and%20Akpo mi.pdf.

Arango, D. E. S., Garcia, M. J. P., & Jardilino, J. R.L. (2017). Formación de docentes y modelo pedagógico en la Universidad Pedagógica y Tecnológica de Colombia. Rev. hist.edu.latinoam ., 19(29), 35-66. Recuperado em 2 setembro 2020, de: http://www.scielo.org.co/pdf/rhel/v19n29/0122-7238-rhel-19-29-00035.pdf

Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Barros, C. M. P., Silva, J. S., & Barros, A. P. C. H. (2016). Ensino com pesquisa: contribuições para a cientificidade na formação em Secretariado Executivo. R. G. Secr.,

Cervantes, B.I.B. & Vizcarra, V.A. (2016). El posicionamiento del docente ante la formación en valores en la educación superior. Revista Iberoamericana para la Investigación y el Desarrollo Educativo, 7(13), 1-20. Recuperado em 13 julho 2020, de http://www.scielo.org.mx/pdf/ride/v7n13/2007-7467-ride-7-13-00463.pdf.

Chauí, M. (1999). Convite à filosofia. São Paulo: Ática.

Faria, D. S., & Reis, A. C. G. (2008). Docência em Secretariado Executivo. FAZU em Revista, Uberaba, (5). Recuperado em 29 janeiro, 2020, de http://www.fazu.br/ojs/index.php/fazuemrevista/article/view/61/55.

Freire, P. (1989). A importância do ato de ler: em três artigos que se complementam. São Paulo: Autores Associados: Cortez.

Freire, P. (1996). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. (10a ed.). Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Gauthier, C., Martineau, S., & Desbiens, J. (2013). Por uma teoria da Pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Rio Grande do Sul: Unijuí.

Gil, A. C. (2011). Didática do ensino superior. São Paulo: Atlas.

Halici, A., Yilmaz, B., & Kasimoglu, M. (2011). Employment Predictions in Secretarial Occupation. Journal of Management and Sustainability, Procedia Social and Behavioral Sciences, 24, 435–443. Recuperado em 2 setembro 2020, de https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1877042811016478.

Lei nº 9. 394 de 20 de dezembro de 1996. (1996). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Recuperado em 19 fevereiro, 2019, de .

Libâneo, J. C. (2006). Didática. São Paulo. Cortez.

Mantilla-Falcón1, L. M. Ramos, D. P. M. Zurita, G. E. O., & Meléndez-Tamayo, C. F. (2020). Hibridación de modelos pedagógicos en la práctica docente en la educación superior en Ecuador. Caso Universidad Técnica de Ambato. Cuad. Investig. Educ. Montevideo, 11(1). Recuperado em 2 setembro 2020, de http://www.scielo.edu.uy/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S168893042020000100085&lang=pt.

Martin, P. A. (2019). El perfil del buen docente universitario desde una perspectiva del alumnado. Educ. Pesqui., São Paulo, 45, e196029. Recuperado em 11 julho 2020, de https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151797022019000100560&lang=pt.

Monteiro, C. T., & Barros, C. M. P. (2016). Práticas de ensino na educação superior: visão de docentes de Secretariado executivo. In C. M. P. Barros, J. S. Silva & M. I. D. Dias. (Orgs). Secretariado executivo e educação: temas que se articulam pela formação, docência na educação superior e pesquisa científica. Fortaleza, CE: Edições UFC.

Noguera-Ramírez, C. E., & Marín-Díaz, D. L. (2017). Saberes, normas y sujetos: cuestiones sobre la práctica pedagógica. Educar em Revista, 66, 37-56. Recuperado e 2 setembro 2020, de http://www.scielo.br/pdf/er/n66/0104-4060-er-66-37.pdf.

Oteng, P. A. O., & Seidu, P. A. (2016) The Impact of Modern Office Technology on the Secretary’s Performance inSome Selected Business Organizations in the Takoradi Metropolis. Adrri journal of arts and social sciences, 13(12). Recuperado em 1 setembro 2020, de https://www.researchgate.net/publication/328758936_The_Impact_of_Modern_Office_T echnology_on_the_Secretary's_Performance_in_Some_Selected_Business_Organisations _in_the_Takoradi_Metropolis.

PB.pdf. Verdugo, L. R. C., & Paredes, H. M. (2020). Filosofía de la Educación y pedagogía de la enseñanza en la formación del profesorado. Estudio de caso, percepción del estudiantado. Revista Educación. 44(1). Recuperado em 10 julho, 2020, de https://www.scielo.sa.cr/pdf/edu/v44n1/2215-2644-edu-44-01-00044.pdf.

Pimenta, S. G. (2012). O Estágio na Formação de Professores: unidade teoria e prática? (11a ed.). São Paulo: Cortez Editora.

Resolução nº 3, de 23 de junho de 2005. (2005). Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Secretariado Executivo e dá outras providências. Recuperado em 13 julho, 2020, de http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces003_05.pdf.

Resolução nº 510, de 7 de abril de 2016. (2016). Diário Oficial da União. Recuperado em 1 setembro, 2020, de https://www.in.gov.br/materia//asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/22917581.

Rodrigues, E. F. S., & Dias, A. M. I. (2016). Formação em secretariado executivo: relação entre conhecimento acadêmico e atuação profissional. In C. M. P. Barros, J. S. Silva & M. I. D. Dias. (Orgs). Secretariado executivo e educação: temas que se articulam pela formação, docência na educação superior e pesquisa científica. Fortaleza, CE: Edições UFC.

Sabino, R. F. (2013). Representaciones profesionales: El caso de los secretarios ejecutivos en Brasil. Trab. soc. Santiago Santiago del Estero dic., 21, recuperado em 2 setembro 2020, de http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151468712013000200009&lang=pt.

Sanches, F. C., Cielo, I. D., & Yaegashi, S. F. R. (2018). Formação didático-pedagógica dos bacharéis docentes: uma análise nos cursos de secretariado das instituições públicas de ensino superior do Brasil. Revista Capital Científico, 16(4). Out/Dez. Recuperado em 8 abril, 2020, de https://revistas.unicentro.br/index.php/capitalcientifico/article/view/5163/pdf.

Souza, R. B., & Ribeiro, D. C. (2018). Narrativas de uma bacharela sobre a construção de suas práticas de professora na universidade pública. R. G. Secr., GESEC., São Paulo, 9(1), 90-107, jan./abr. Recuperado em 23 novembro, 2019, de https://www.revistagesec.org.br/secretariado/article/view/731/pdf.

Todorov, M. C. A., Martins, C. B., Genghini, L. A., Martins, S. B., & Kniess, C. T. (2016). Secretariado executivo: tendências da profissão num mundo cada vez mais dinâmico. International Journal of Professional Business Review (JBReview), São Paulo, 1(1), 1529. Recuperado em 2 setembro 2020, de file:///C:/Users/Adm/Desktop/Artigos%20internacionais%20de%20Secretariado/6-24-2-