Mídia e desenvolvimento sustentável uma análise da cobertura jornalística das conferências ambientais da ONU Outros Idiomas

ID:
61081
Resumo:
O presente artigo analisa as implicações da cobertura da mídia em relação ao conceito de desenvolvimento sustentável. A investigação centrou-se em apresentar um estudo de caso sobre a cobertura das Conferências Ambientais da Organização das Nações Unidas (ONU) em 1972, 1992, 2002 e 2012 pelo Jornal de Santa Catarina (JSC). Dessa forma, e por meio de uma análise morfológica e de conteúdo, o trabalho explora o tratamento do conceito de desenvolvimento sustentável pela mídia e como se poderia avançar no entendimento das suas dimensões e na necessidade do debate permanente sobre tais questões. O estudo mostrou que o JSC divulgou de maneira superficial o conceito de desenvolvimento sustentável, concentrando-se, especialmente, em informações oficiais e na reprodução de notícias de agências nacionais e internacionais.
Citação ABNT:
REIS, C.; SABBAGH, M. I.; BARRIOS, Y. M. R. Mídia e desenvolvimento sustentável uma análise da cobertura jornalística das conferências ambientais da ONU. Desenvolvimento em Questão, v. 18, n. 53, p. 32-45, 2020.
Citação APA:
Reis, C., Sabbagh, M. I., & Barrios, Y. M. R. (2020). Mídia e desenvolvimento sustentável uma análise da cobertura jornalística das conferências ambientais da ONU. Desenvolvimento em Questão, 18(53), 32-45.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/61081/midia-e-desenvolvimento-sustentavel-uma-analise-da-cobertura-jornalistica-das-conferencias-ambientais-da-onu/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ALEXANDER, C. Missing the “Big Story” in Environment Coverage. Nieman Reports, v. 56, n. 4, p. 45-47, 2002.

ARUGUETE, N. The agenda setting hypothesis in the new media environment. Comunicación y Sociedad, n. 28, p. 35-58, 2017.

ASEF. Asia-Europe Foundation. Sustainable Development reporting for Journalists. Asef Media Handbook. 9th ed. Índia: Asef Journalists’ Colloquium, 2013.

BARAN, S. J. Introduction to mass communication: media literacy and culture. 5th ed. New York: McGraw-Hill, 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 2. ed. Lisboa: Edições 70, 2010.

BARKEMEYER, Ralf; HOLT, Diane. Media coverage of sustainable development issues – attention cycles or punctuated equilibrium. Sustainable Development, v. 20, n. 1, p. 1-17, 2012.

BARRY, J. Communicating a Politics of Sustainable Development. In: Encyclopedia of Life Support Systems (EOLSS). Oxford, UK: Unesco, 2003 Disponível em: www.eolss.net. Acesso em: fev. 2017.

BELTRÃO, Luiz. Iniciação à filosofia do jornalismo. 2. ed. São Paulo: USP, 1992. (Clássicos do jornalismo brasileiro).

BOFF, L. Saber cuidar: ética do humano – compaixão pela Terra. Petrópolis: Vozes, 1999.

BOYAGODA, E. W. Reporting green: an exploratory study of news coverage of environmental issues in Sri Lankan newspapers. Asia Pacific Journal of Advanced Business and Social Studies, v. 3, n. 1, p. 307-317, 2017.

BOYKOFF, M.; ROBERTS, J. T. Media coverage of climate change: current trends, strengths, weaknesses. Human Development Report 2007/2008. 2007. Disponível em: https://rockyanderson.org/wp-content/ uploads/2016/04/MediacoverageofCC-current-trends.pdf.

BUENO, Wilson. A imprensa pós-Rio + 20. Entrevista ao portal revistapontocom. 2012. Disponível em: http://www.revistapontocom.org.br/entrevistas/a-imprensa-posrio20. Acesso em: fev. 2017.

BUENO, Wilson. Jornalismo ambiental e transparência corporativa: o marketing verde como estratégia de mistificação. Ação Midiática, Estudos em Comunicação, Sociedade e Cultura, v.1, n. 2, 2011. Disponível em: http://revistas.ufpr.br/acaomidiatica/article/view/26426. Acesso em: fev. 2017.

CARPENTER, S. et al. The Roles of Social Media in Promoting Sustainability in Higher Education. International Journal of Communication, n. 10, p. 4.863-4.881, 2016.

CHAND, S. Newspaper coverage of climate change in Fiji. A content analysis. Pacific Journalism Review, v. 23, n. 1, p. 169-185, 2017.

COHEN, B. C. The Press and Foreign Policy. Princeton: Princeton University Press, 1963.

FEEZELL, J. T. Agenda Setting through Social Media: The Importance of Incidental News Exposure and Social Filtering in the Digital Era. Political Research Quarterly, p. 1-13, 2017. DOI: 10.1177/1065912917744895.

FISCHER, D.; HAUCKE, F.; SUNDERMANN, A. What does the media mean by “sustainability” or “sustainable development?” An empirical analysis of sustainability terminology in German newspapers over two decades. Sustainable Development, v. 25, n. 6, p. 610-624, 2017.

FREY, Klaus. O papel da imprensa na política ambiental. Revista de Ciências Humanas, Florianópolis: EDUFSC, out. 2002. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/revistacfh/article/view/25266. Acesso em: fev. 2017.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2002.

GIVEL, M. Punctuated equilibrium in limbo: The tobacco lobby and US state policymaking from 1990 to 2003. Policy Studies Journal, v. 34, n. 3, p. 405-418, 2006.

GUIMARÃES, R. A ética da sustentabilidade e a formulação de políticas de desenvolvimento. In: VIANA, G. et al. (org.). O desafio da sustentabilidade. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2001.

HABERMAS, Jürgen. Further Reflections on the Public Sphere. In: CALHOUN, Craig (ed.). Habermas and the Public Sphere. Cambridge, MA: MIT Press, 1992.

HANAI, F. Y. Desenvolvimento sustentável e sustentabilidade do turismo: conceitos, reflexões e perspectivas. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 8, n. 1, p. 198-231, 2012.

HOUSTON, J. B.; PFEFFERBAUM, B.; ROSENHOLTZ, C. E. Disaster News: framing and frame changing in coverage of Major U.S. natural disasters, 2000-2010. Journalism and Mass Communication Quaterly, v. 89, n. 4, p. 606-623, 2012.

JACOBI, P. R. Educação ambiental: o desafio da construção de um pensamento crítico, complexo e reflexivo. Educação e Pesquisa, v. 31, n. 2, p. 233-250, 2005.

JANOUŠKOVÁ, S. et al. Sustainable Development. a poorly communicated concept by mass media. Another challenge for SDGs? Sustainability, v. 11, n. 11, 2019.

KEATING, M. Media, fish and sustainability: a paper on sustainable development and the Canadian news media. Ottawa: National Round Table on the Environment and the Economy, 1994.

KENSICKI, L. J. No Cure for What Ails Us: The Media-Constructed Disconnect Between Societal Problems and Possible Solutions. Journalism and Mass Communication Quarterly, v. 81, n. 1, p. 53-73, 2004.

LEAD. Leadership for Environment and Development. Roads to the Summit. London: Panos, 2001.

LEFF, Enrique. Epistemologia ambiental, 3 ed. São Paulo: Cortez, 2002.

LÉLÉ, S. M. Sustainable Development: a critical review. World Development, v. 19, n. 6, p. 607-621, 1991.

MARQUES DE MELO, José. Estudos de jornalismo comparado. São Paulo: Pioneira Editora. 1972.

MAZUR, A.; LEE, J. Sounding the global alarm: Environmental issues in the US national news. Social Studies of Science, v. 23, n. 4, p. 681-720, 1993.

MCCOMBS, M. E. A Look at Agenda-Setting: Past, Present and Future. Journalism Studies, v. 6, n. 4, p. 543557, 2005.

NERONE, J. C. Social Responsibility Theory. In: MCQUAIL, D. (ed.). McQuail’s. Reader in Mass Communication Theory. London: Sage Publications, 2002. p. 185-193.

NOVAES, Washington. In: TRIGUEIRO, A. (org.). Mundo sustentável. Abrindo espaço na mídia para um planeta em transformação (prefácio). Rio de Janeiro: Globo, 2005.

OEPEN, M.; HAMACHER, W. Communicating the Environment: Environmental Communication for Sustainable Development. Frankfurt, Germany: Peter Lang GmbH, 2000.

OLIVEIRA, Polline Almeida de. Uma análise da cobertura socioambiental. 2007. Disponível em: http:// www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/uma_analise_da_cobertura_socioambiental. Acesso em: fev. 2017.

ONU Brasil. Indústria, inovação e infraestrutura. 2017. Disponível em: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2017/06/Documento-Tem%C3%A1tico-ODS-9-Industria-Inova%C3%A7%C3%A3o-e-Infra_ 11junho2017.pdf.

ONU Brasil. Roteiro para a localização dos objetivos de desenvolvimento sustentável. 2016. Disponível: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2017/06/Roteiro-para-a-Localizacao-dos-ODS.pdf.

ORIOLA, M. O.; OGBEMI, O. B. News Analysis as a Media Content for Public Opinion Formation and Moulding. Benin Mediacom Journal, n. 10, p. 77-90, 2016.

PARVEEN, H. A study of the coverage of environment and sustainable development in Indian English dailies. Journal of Innovations, v. XI, n. 2, p. 80-86, 2016.

PEREIRA, Joana Castro. Questões ambientais e relações internacionais, uma nova (des)ordem global – o papel das Relações Internacionais na promoção de um sistema internacional concertado. Rev. Bras. Polít. Int. [on-line], v. 58, n. 1, p. 191-209, 2015.

PEREIRA, Moacir. Imprensa e poder: a comunicação em Santa Catarina. Florianópolis: Editora Lunardelli, 1992.

SABBAGH, Michel. Comunicação e desenvolvimento sustentável: uma análise da cobertura do Jornal de Santa Catarina sobre as Conferências Ambientais da ONU de 1972, 1992, 2002 e 2012. 2014. Dissertação (Mestrado) – Universidade Regional de Blumenau, Furb, PPGDR, 2014.

SACHS, I. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Rio de Janeiro: Garamond, 2002.

SACHS, I. Estratégias de transição para o século XXI. Desenvolvimento e meio ambiente. São Paulo: Studio Nobel; Fundap, 1993.

SACHS, I. Rumo à ecossocioeconomia. Teoria e prática do desenvolvimento. Organização Paulo Freire Vieira. São Paulo: Cortez, 2007.

SHARMA, D. Genetic Modification, Food and Sustainable Development: Telling the Story. In: Smith, J. (ed.). The Daily Globe: Environmental Change, the Public and the Media. London: Earthscan Publications, 2000. p. 79-94.

SHAW, E. Agenda-Setting and Mass Comunication Theory. International Journal for Mass Communication Studies, v. 25, n. 2, p. 96-105, 1979.

SOUZA, C.; FERNANDES, F. Mídia e meio ambiente: limites e possibilidades. Universidade de Taubaté. Departamento de Comunicação Social, 2002. Disponível: http://site.unitau.br//scripts/prppg/humanas/ download/midiaemeioambienteN2-2002.pdf. Acesso em: fev. 2017.

SUSMAYADI, I. M. et al. Sustainable disaster risk reduction through effective risk communication media in Parangtritis tourism area, Yogyakarta. Procedia Environmental Sciences, v. 20, p. 684-692, 2014.

SZERSZYSKI, B. et al. Mediating global citizenship. In: SMITH, J. (ed.). The daily globe environmental change, the public and the media. London: Earthscan, 2000. p. 97-114.

TRIGUEIRO, André. Mundo sustentável: abrindo espaço da mídia para um planeta em transformação. São Paulo: Globo, 2005.

WEINGART, P. et al. Risks of Communication: Discourses on Climate Change in Science, Politics, and the Mass Media. Public Understanding of Science, v. 9, p. 261-283, 2000.

YOUNG, C.; MCCOMAS, K. Media’s Role in Enhancing Sustainable Development in Zambia. Journal Mass Communication and Society, v. 19, n. 5, p. 626-649, 2016.