A gestão e o plano municipal de saúde do município de caçador, Santa Catarina Outros Idiomas

ID:
61120
Resumo:
O presente artigo teve como objetivo analisar a gestão da saúde e os Planos Municipais de Saúde (PMSs), do município de Caçador, localizado no meio oeste de Santa Catarina. O estudo foi conduzido pelo método sistêmico, com procedimentos de pesquisa bibliográfica, análise dos PMSs e Relatórios Anuais de Gestão (RAGs), por questionário respondido pelo gestor municipal e por um integrante do Conselho Municipal de Saúde. Entre os principais resultados aponta-se a falta de estabelecimento de diretrizes específicas nos Planos Municipais de Saúde (metas, objetivos gerais e específicos, cronograma de instituição dos programas, controle financeiro), a apresentação de dados confusos e de difícil mensuração nos PMSs, bem como a falta de dados para análise dos Relatórios Anuais de Gestão. Percebeu-se a necessidade de convergência entre os elementos definidos no Plano Municipal de Saúde e na análise desses mesmos elementos nos Relatórios Anuais de Gestão. Ainda faz-se importante destacar a intensa participação popular no Conselho Municipal, assim como de uma atuação incisiva do Conselho em todo o ciclo de gestão da saúde municipal. O direito à saúde é inerente a todos os cidadãos brasileiros, e cabe ao Estado a promoção, prevenção e assegurar a assistência em caso de agravo à saúde da população. É um direito garantido por políticas públicas sociais, seguindo as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS). Não obstante, as políticas públicas têm em seu contexto relações de poder, no entanto a decisão sobre a sua instauração ou não depende da articulação e da pressão da sociedade e dos grupos que atuam junto ao governo. Afinal, os recursos públicos são, normalmente, limitados e desigualmente distribuídos.
Citação ABNT:
MILANI, M. L.; ALMEIDA, H. A.; PEDRASSANI, D.; MARCHESAN, J. A gestão e o plano municipal de saúde do município de caçador, Santa Catarina. Desenvolvimento em Questão, v. 18, n. 53, p. 266-287, 2020.
Citação APA:
Milani, M. L., Almeida, H. A., Pedrassani, D., & Marchesan, J. (2020). A gestão e o plano municipal de saúde do município de caçador, Santa Catarina. Desenvolvimento em Questão, 18(53), 266-287.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/61120/a-gestao-e-o-plano-municipal-de-saude-do-municipio-de-cacador--santa-catarina/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BOBBIO, N. A era dos direitos. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

BOBBIO, N.; MATTEUCCI, N.; PASQUINO, G. Dicionário de política. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1998.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: out. 2018.

BRASIL. Decreto n° 7.508, de 28 de junho de 2011. Regulamenta a Lei n° 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único de Saúde – SUS, o planejamento da saúde, a assistência à saúde e a articulação interfederativa, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 29 jun. 2011b. Disponível em: https://www.legisweb.com.br/legislacao/?id=276633 Acessado em: fev. 2019.

BRASIL. Legislação Estruturante do SUS. Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Brasília: Conass, 2011a. (Coleção Para entender a gestão do SUS 2011, 13).

BRASIL. Lei n.8142, 28 de dezembro de 1990. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8142. htm. Acesso em: fev. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Sistema de Planejamento do SUS (PlanejaSUS): uma construção coletiva – trajetória e orientações de operacionalização. Ministério da Saúde, Organização Pan-Americana da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/planejaSUS_livro_1a6.pdf. Acesso em: jan. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Sistema de Planejamento do SUS: uma construção coletiva: monitoramento e avaliação: processo de formulação, conteúdo e uso dos instrumentos do PlanejaSUS; Ministério da Saúde, Secretaria-Executiva; Subsecretaria de Planejamento e Orçamento. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

BRESSER-PEREIRA, L. C. Transição, consolidação democrática e revolução capitalista. Dados, Rio de Janeiro, v. 54, n. 2, p. 223-258, 2011.

BUCKLEY, W. F. A sociologia e a moderna teoria dos sistemas. São Paulo: Cultrix; Ed. Univ. S. Paulo, 1971.

CAÇADOR. Plano Municipal de Saúde 2010-2014. Secretaria Municipal de Saúde de Caçador. Org. Janete Lisboa Velasques, 2009.

CAÇADOR. Plano Municipal de Saúde 2014-2017. Secretaria Municipal de Saúde de Caçador. Org. Janete Lisboa Velasques, 2013a.

CAÇADOR. Relatório Anual de Gestão do ano de 2010 do município de Caçador. 2010.

CAÇADOR. Relatório Anual de Gestão do ano de 2011 do município de Caçador. 2011.

CAÇADOR. Relatório Anual de Gestão do ano de 2012 do município de Caçador. 2012.

CAÇADOR. Relatório Anual de Gestão do ano de 2013 do município de Caçador. 2013b.

CORDOBA, E. SUS e ESF – Sistema único de saúde e estratégia saúde da família. São Paulo: Rideel, 2013.

COSTA, L. C. Os impasses do Estado capitalista: uma análise sobre a reforma do Estado no Brasil. São Paulo, SP: Cortez Editora, 2006.

DAGNINO, R. P. Planejamento estratégico governamental. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração da UFSC; Brasília, DF; Capes: UAB, 2009.

FAORO, R. Os donos do poder. A formação do patronato político brasileiro. 3. ed. rev. São Paulo: Globo, 2001.

FERREIRA, H.; CASSIOLATO, M.; GONZALEZ, R. Uma experiência de desenvolvimento metodológico para avaliação de programas: o modelo lógico do programa segundo tempo. Texto para discussão 1369. Brasília: Ipea, 2009.

FOUCAULT, M. Em defesa da sociedade: curso no College de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Org. e trad. Roberto Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

FOUCAULT, M. Segurança, território, população: curso dado no Collège de France (1977-1978). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. (org.). Métodos de pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE Cidades. Disponível em: https://cidades.ibge.gov. br/brasil/sc/cacador/panorama. Acesso em: fev. 2019.

KLERING, L. R.; PORSSE, M. C. S.; GUADAGNIN, L. A. G. Novos caminhos da administração pública brasileira. Análise, Porto Alegre, v. 21, n. 1, p. 4-17, jan./jun. 2010. Disponível em: http://revistaseletronicas. pucrs.br/ojs/index.php/face/article/viewFile/8231/5903. Acesso em: abr. 2018.

LOPES, B. J.; SILVA, E. A.; MARTINS, S. Conselho de Políticas e Participação – aspectos do funcionamento do Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte – MG. Desenvolvimento em Questão, n. 35, p. 207242, jul./set. 2016.

MEIRELLES, H. L. Direito administrativo brasileiro. 29. ed. São Paulo: Malheiros, 2004.

PALUDO, A. Administração pública. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2013.

SANO, H.; MONTENEGRO FILHO, J. F. As técnicas de avaliação da eficiência, eficácia e efetividade na gestão pública e sua relevância para o desenvolvimento social e das ações públicas. Desenvolvimento em Questão, n. 22, p. 35-61, jan./abr. 2013.

SCAFF, F. F. Apresentação. In: SCAFF, F. F. (org.). Constitucionalismo, tributação e direitos humanos. Rio de Janeiro: Renovar, 2007.

SILVA, F. R.; CANÇADO, A. C.; SANTOS, J. C. Compreensões acerca do conceito de controle social. Desenvolvimento em Questão, n. 41. p. 24-58, out./dez. 2017.

WASKIEWIC, M. Mapa de localização geográfica do município de Caçador. Canoinhas, 2020.