A percepção do turismo por parte da comunidade local e dos turistas no município de Cajueiro da Praia - PI Outros Idiomas

ID:
6131
Periódico:
Resumo:
O turismo é uma atividade que pode ser uma alternativa para diversificar economias, gerar empregos e renda, promover a preservação ambiental e melhorar a qualidade de vida de localidades que têm potencial para tal. Entretanto, é fundamental que a comunidade receptora participe do processo de desenvolvimento turístico para que os seus benefícios não se limitem à poucos. Assim, este artigo mostra a percepção dos moradores do município de Cajueiro da Praia - PI, englobando a sede municipal e os povoados da orla marítima, bem como a percepção dos turistas que o visitam. A metodologia deste trabalho foi baseada em uma pesquisa de campo com amostras do tipo não probabilísticas, e consistiu na aplicação de questionários com os moradores de cada localidade e com os turistas que estavam no município, durante os períodos de aplicação dos mesmos. Assim, percebeu-se, então, que a comunidade do município de Cajueiro da Praia aceita e quer que o turismo seja desenvolvido, porém grande parte dos moradores não tem consciência da natureza do turismo e dos seus impactos. E em relação à percepção dos turistas, a sua maioria tem uma boa impressão do município e pretende voltar outras vezes, o que leva a continuidade do desenvolvimento turístico local.
Citação ABNT:
CARVALHO, S. M. S.A percepção do turismo por parte da comunidade local e dos turistas no município de Cajueiro da Praia - PI. Turismo em Análise, v. 21, n. 3, art. 3, p. 470-493, 2010.
Citação APA:
Carvalho, S. M. S.(2010). A percepção do turismo por parte da comunidade local e dos turistas no município de Cajueiro da Praia - PI. Turismo em Análise, 21(3), 470-493.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/6131/a-percepcao-do-turismo-por-parte-da-comunidade-local-e-dos-turistas-no-municipio-de-cajueiro-da-praia---pi/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BAPTISTA, E. M. de C. 2004. Caracterização e importância ecológica e econômica dos recifes da zona costeira do Estado do Piauí. Teresina: UFPI, 2004. 290 f. Dissertação (Mestrado). Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal do Piauí (PRODEMA/UFPI/TROPEN). Teresina.

BARRETTO, M. 1995. Manual de iniciação ao estudo do turismo. Campinas, SP: Papirus.

BEDIM, B. P.; PAULA, H. E. de.; 2007. "Relatos visitados": história oral e pesquisa em turismo e hospitalidade. Considerações teórico-metodológicas. Caderno Virtual de Turismo, v. 7, n. 1.

BNB. 2001. PRODETUR/8E – visão geral. Disponível em: . Acesso 03 Mar. 2009.

BRASIL. 2009. MTUR. Casos de sucesso: regionalização. Disponível em: . Acesso 29 Jul. 2009.

CAMPOS, S. R.; 2006. Os cinco sentidos da hospitalidade. Revista Global Turismo, v.2. Disponível em: . Acesso 30 Jul. 2009.

CARVALHO, S. M. S. 2008. O município de Cajueiro da Praia (PI): perspectivas de desenvolvimento turístico. Teresina: UESPI, 2008. 75 f. Monografia (Graduação). Universidade Estadual do Piauí, Curso de Turismo. Teresina.

CAVALCANTI, A. P. B. 2000. Impactos e condições ambientais da zona costeira do Estado do Piauí. Rio Claro (SP): UNESP, 353 f. Tese (Doutorado). Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Departamento de Geografia, Universidade Estadual Paulista. Rio Claro(SP).

DIAS, R. 2005. Introdução ao Turismo. São Paulo: Atlas.

FERRI, C.; FREITAS, A. F. de; FRONZA F. L. 2001. Análise de aspectos de segurança físicopatrimonial e pessoal no empreendimento Ilha de Porto Belo. Turismo: Visão e Ação, ano 4, n. 9, p.127-135.

IRVING, M. A.; MENDONÇA. T. C. 2004. Turismo de Base Comunitária: a participação como prática no desenvolvimento de projetos no Brasil – Prainha do Canto Verde, Beberibe (CE). Caderno Virtual de Turismo, v. 4, n. 4.

MAGALHÃES, C. F. 2002. Diretrizes para o turismo sustentável em municípios. São Paulo: Roca.

MONTEIRO, J. de O.; MONTEIRO, J. de O. 2008. Turismo, comunidade e preservação: a importância de práticas sustentáveis na localidade de Barro do Furado. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE TURISMO SUSTENTÁVEL, 2., Fortaleza. Anais, Eixo 4. Fortaleza – CE: Instituto Terramar e Fórum em Defesa da Zona Costeira do Ceará, 2008. CD-ROM.

NAISBITT, J. 1999. Paradoxo global. São Paulo: Campus.

NETO, A. 2006. Luiz Correia & Cajueiro da Praia: Executivo e Legislativo. Teresina: Edições Geração 70.

OLIVEIRA, E. S. 2006. Percepção dos autóctones em relação à economia, meio ambiente e ao turismo em Ilhéus – BA. In: SEMINTUR, 4., Caxias do Sul, RS. Anais, GT 10. Caxias do Sul, RS: Universidade Caixas do Sul, CD-ROM.

PIAUÍ. 1996. Secretaria de Planejamento. Fundação CEPRO. Macrozoneamento costeiro do Estado do Piauí. Fundação CEPRO, Fundação Rio Parnaíba. Teresina.

PIAUÍ. 2009. GOVERNO DO ESTADO. Região Pólo Histórico-Cultural realiza seminário sobre turismo. Disponível em: . Acesso 30 Jul. 2009.

RAOSOFT. 2009. Simple size calculator. Disponível em: . Acesso 20 Jan. 2009.

RUSCHMANN, D. van de M. 1997. Turismo e planejamento sustentável: a proteção do meio ambiente. 13. ed. Campinas, SP: Papirus.

SWARBROOKE, J. 2000. Turismo sustentável: meio ambiente e economia. Tradução: Esther Eva Horovitz. v.2, 3. ed. São Paulo: Aleph.