Fatores que Impactam no Insucesso de Micro e Pequenas Empresas Brasileiras do Setor Metalomecânico Outros Idiomas

ID:
64513
Resumo:
Empresas de micro e pequeno porte contribuem para o bem-estar do local em que estão inseridas, na medida em que geram empregos, introduzem inovações e estimulam o crescimento econômico. A função social e a importância econômica das empresas de micro e pequeno porte, bem como as vulnerabilidades que ocasionam seu insucesso, são colocadas em evidência neste estudo. Com base em pesquisas acerca dos fatores que contribuem para o insucesso de pequenos negócios no Brasil e no exterior, a presente pesquisa teve como objetivo investigar quais são os fatores ligados ao insucesso de empresas de micro e pequeno porte do setor metalomecânico localizadas na Serra Gaúcha, no Sul do Brasil. Para tanto, foram realizadas entrevistas individuais em profundidade e aplicados roteiros básicos de questões a especialistas que possuem experiência relacionada aos aspectos financeiros, estratégicos, operacionais e mercadológicos de micro e pequenas empresas. Os resultados indicam que os fatores críticos para o insucesso de micro e pequenas empresas do setor metalomecânico da Serra Gaúcha estão concentrados em temas como a fragilidade na elaboração e na disseminação do seu planejamento, o desequilíbrio financeiro, as dificuldades com a precificação de produtos e com o controle de estoques e a falta de investimento em estratégias de marketing e inovação. Este estudo pode contribuir para minimizar a carência de pesquisas relacionadas ao assunto, além de fornecer um aprofundamento sobre as melhores práticas na condução de micro e pequenas empresas, auxiliando a evitar o encerramento precoce de suas atividades.
Citação ABNT:
SILVA, G. B.; TONI, D.; ECKERT, A.; MILAN, G. S.; EBERLE, L. Fatores que Impactam no Insucesso de Micro e Pequenas Empresas Brasileiras do Setor Metalomecânico. Desenvolvimento em Questão, v. 19, n. 55, p. 209-229, 2021.
Citação APA:
Silva, G. B., Toni, D., Eckert, A., Milan, G. S., & Eberle, L. (2021). Fatores que Impactam no Insucesso de Micro e Pequenas Empresas Brasileiras do Setor Metalomecânico. Desenvolvimento em Questão, 19(55), 209-229.
DOI:
http://dx.doi.org/10.21527/2237-6453.2021.55.11111
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/64513/fatores-que-impactam-no-insucesso-de-micro-e-pequenas-empresas-brasileiras-do-setor-metalomecanico/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ADES, C. Gestão da inovação. In: SOUSA, A.; NETO, A. D. B. (org.). Manual prático de gestão para pequenas e médias empresas. São Paulo: Manole, 2018.

ALMEIDA, I. X.; WERNKE, R. Estilos gerenciais dos dirigentes de pequenas empresas: estudo baseado no ciclo de vida organizacional. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, v. 7, n. 3, p. 110-140, 2018.

ALVARENGA, R. A. Estudo dos fatores contribuintes para a mortalidade das micro e pequenas empresas do Estado do Maranhão. International Journal of Innovation, v. 4, n. 2, p. 106-118, 2016.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011 .

BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 2017.

BAVARESCO, G. Fatores que impactam no insucesso de micro e pequenas empresas do setor metalmecânico da Serra Gaúcha sob a ótica de especialistas. 2019. 123 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade de Caxias do Sul, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2019.

CARTER, R.; VAN AUKEN, H. Small Firm Bankruptcy. Journal of Small Business Management, v. 44, n. 4, p. 493-512, 2006.

CONCEIÇÃO, C. S.; COSTA, R. M. O arranjo produtivo local metalmecânico e automotivo da Serra. Porto Alegre: FEE, 2015. Relatório do Projeto Estudo de Aglomerações Industriais e Agroidustriais no RS. Disponível em: https://www.fee.rs.gov.br/wp-content/uploads/2016/06/201606061-automotivo-relatorio1.pdf. Acesso em: 6 jul. 2019.

COOPER, D. R.; SCHINDLER, P. S. Método de pesquisa em administração. 12. ed. Porto Alegre: Bookman, 2016.

COPE, J. Entrepreneurial learning from failure: an interpretative phenomenological analysis. Journal of Business Venturing, v. 26, n. 6, p. 604-623, 2011.

DE TONI, D.; MILAN, G. S.; SACILOTO, E. B.; LARENTIS, F. As estratégias de precificação e o desempenho das empresas. Revista de Administração, n. 52, p. 120-133, 2017.

FERREIRA, L. F. F.; OLIVA, F. L.; SANTOS, S. A.; GRISI, C. C. H.; LIMA, A. C. Análise quantitativa sobre a mortalidade precoce de micro e pequenas empresas da cidade de São Paulo. Gestão & Produção, v. 19, n. 4, p. 811-823, 2012.

FERRONATO, A. J. Gestão contábil-financeira de micro e pequenas empresas: sobrevivência e sustentabilidade. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2015.

FLEURIET, M.; ZEIDAN, R. O modelo dinâmico de gestão financeira. Rio de Janeiro: Alta Books, 2015.

FLICK, U. An introduction to qualitative research. 4. ed. London: Sage, 2010.

GARRISON, R. H.; NOREEN, E. W.; BREWER, P. C. Contabilidade gerencial. 14. ed. Porto Alegre: AMGH, 2013.

GINESTI, G. Top management characteristics and intellectual capital performance in small Italian companies. Corporate Governance, v. 19, n. 6, p. 1.153-1.166, 2019.

GRAPEGGIA, M.; LEZANA, A. G. R.; ORTIGARA, A. A.; SANTOS, P. C. F. Fatores condicionantes de sucesso e/ ou mortalidade de micro e pequenas empresas em Santa Catarina. Revista Produção, v. 21, n. 3, p. 444-455, 2011.

HOSODA, M. Management control systems and corporate social responsibility: perspectives from a Japanese small company. Corporate Governance, v. 18, n. 1, p. 68-80, 2018.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. As micro e pequenas empresas comerciais e de serviços no Brasil: 2001. Rio de Janeiro: IBGE, 2003.

JAOUEN, A.; LASCH, F. A new tipology of micro-firm owner-managers. International Small Business Journal, v. 33, n. 4, p. 397-421, 2013.

LARENTIS, F.; MILAN, G. S.; DE TONI, D.; GAVA, A. M. Formação e estratégias de preços: um estudo quantitativo-descritivo sobre as práticas de empresas da Serra Gaúcha. Análise, v. 24, n. 1, p. 28-41, 2013.

LIOZU, S. M.; HINTERHUBER, A. Pricing orientation, pricing capabilities, and firm performance. Management Decision, v. 51, n. 3, p. 594-614, 2013.

LONGENECKER, J. G.; MOORE, C. W.; PETTY, J. W. Administração de pequenas empresas: ênfase na gerência empresarial. São Paulo: Makron Books, 2004.

LONGENECKER, J. G.; PETTY, J. W.; PALICH, L. E.; HOY, F. Administração de pequenas empresas: lançando e desenvolvendo iniciativas empreendedoras. São Paulo: Cengage, 2018.

LORENÇO, C. D. S.; SETTE, R. S. Relacionamentos de marketing em empresas varejistas: aspectos positivos e negativos. Revista Brasileira de Marketing, v. 12, n. 3, p. 152-178, 2013.

LUSSIER, R. N.; HALABI, C. E. A three-country comparison of the business success versus failure prediction model. Journal of Small Business Management, v. 48, n. 3, p. 360-377, 2010.

MACHADO, M. M.; MACHADO, M. A. V.; HOLANDA, F. M. A. Indicadores de desempenho utilizados pelo setor hoteleiro da cidade de João Pessoa/PB: um estudo sob a ótica do Balanced Scorecard. Turismo – Visão e Ação, v. 9, n. 3, p. 393-406, 2007.

MARTIN-RIOS, C.; ERHARDT, N. Small business activity and knowledge exchange in informal interfirm networks. International Small Business Journal, v. 35, n. 3, p. 285-305, 2016.

NAGLE, T. T.; HOGAN, J. E. Estratégia e táticas de preço: um guia para crescer com lucratividade. 4. ed. São Paulo: Pearson, 2007.

NASCIMENTO, M. C. R.; TEIXEIRA, J. C. O marketing na literatura versus o marketing nas pequenas empresas: concepções de empresários de pequenas empresas de um município de Minas Gerais. Estratégia & Negócios, v. 5, n. 2, p. 229-256, 2012.

NASCIMENTO, M.; LIMA, C. R. M.; LIMA, M. A.; ENSSLIN, E. R. Fatores determinantes da mortalidade de micro e pequenas empresas da região metropolitana de Florianópolis sob a ótica do contador. Estratégia & Negócios, v. 6, n. 2, p. 244-283, 2013.

NÉTO, A. T. S.; TEIXEIRA, R. M. Mensuração do grau de inovação de micro e pequenas empresas: estudo em empresas da cadeia têxtil-confecção em Sergipe. Revista de Administração e Inovação, v. 8, n. 3, p. 205-229, 2011.

OOGHE, H.; DE PRIJCKER, S. Failure processes and causes of company bankruptcy: a typology. Management Decision, v. 46, n. 2, p. 223-242, 2008.

PASCUCI, L. M.; ALVES, C. Linear, adaptativo ou interpretativo? Compreendendo a dinâmica da formação de estratégias em pequenas empresas. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, v. 7, n. 1, p. 130-161, 2018.

ROSS, S. A.; WESTERFIELD, R. W.; JAFFE, J. F.; LAMB, R. Administração financeira. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2015.

RUMELT, R. P. Good strategy, bad strategy: the difference and why it matters. New York: Profile Books, 2011.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Boletim Estudos & Pesquisas, n. 59, ago. 2017a. Disponível em: https://m.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/7718.pdf. Acesso em: 30 jan. 2019.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Relatório especial: o financiamento das MPE no Brasil, set. 2017b. Disponível em: http://www.bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/843a3cb8bd1901b9dec713eb3cdbb260/$File/7754.pdf. Acesso em: 23 jan. 2019.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Sobrevivência das empresas no Brasil. Brasília: Sebrae, out. 2016.

SIMECS. Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul. Informativo Simecs: Desempenho Econômico 2017, fev. 2018. Disponível em: http://www.simecs.com.br/noticias/informativo/. Acesso em: 25 mar. 2018.

SINMETAL. Sindicado das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico e Eletrônico do Estado do Rio Grande do Sul. A importância do setor metalmecânico na economia gaúcha. jul. 2019. Disponível em: http://www.sinmetal.com.br/site/principal/conteudo_nivel3.asp?codConteudo=269#. Acesso em 26 jul. 2019.

SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R.; BETTS, A. Gerenciamento de operações e de processos: princípios e prática de impacto estratégico. 2. ed. Porto Alegre: Boockman, 2013.

THOMPSON JR., A. A.; STRICKLAND III, A. J.; GAMBLE, J. E. Administração estratégica. 15. ed. Porto Alegre: AMGH, 2011.