Governança cooperativa e sistemas de controle gerencial: uma abordagem teórica de custos da agência

ID:
7529
Resumo:
Organizações cooperativas têm um sistema único de distribuição de direitos de propriedade e decisão que envolvem problemas de gerenciamento e custos de transação. Tal estrutura cria direitos de propriedade e transferências de risco que afetam diretamente a eficiência do gerenciamento autônomo destas organizações. Este documento analisa os custos e as fontes de ineficiência para explicar seus problemas de dois modos diferentes e complementares. Primeiramente discute os principais aspectos da governança que geram conflitos de agência; em segundo lugar analisa as características dos sistemas de gerenciamento que geram assimetria informativa e problemas de monitoração. Uma análise a respeito da distribuição de direitos de propriedade entre membros e da distribuição de direitos de decisão entre membros eleitos e executivos profissionais contratados indica que os direitos sobre resultados e o compartilhamento de risco nas relações contratuais da cooperativa conduzem a uma tipologia do tipo de governança, do modelo de gerenciamento e das características do sistema de informações gerenciais que possam reduzir os problemas da agência. A metodologia utilizada foi a discussão teórica e comparação dos modelos e sistemas gerenciais de cooperativas agrícolas e de crédito rural no Brasil. Um questionário foi aplicado em cinco cooperativas para comparar modelos e sistemas gerenciais. Nossas considerações finais mostram que a melhor organização do modelo de gerenciamento da cooperativa, assim como sistemas gerenciais, poderiam reduzir seus custos de agência.
Citação ABNT:
BIALOSKORSKI NETO, S.; BARROSO, M. F. G.; REZENDE, A. J. Governança cooperativa e sistemas de controle gerencial: uma abordagem teórica de custos da agência. Brazilian Business Review, v. 9, n. 2, p. 72-92, 2012.
Citação APA:
Bialoskorski Neto, S., Barroso, M. F. G., & Rezende, A. J. (2012). Governança cooperativa e sistemas de controle gerencial: uma abordagem teórica de custos da agência. Brazilian Business Review, 9(2), 72-92.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/7529/governanca-cooperativa-e-sistemas-de-controle-gerencial--uma-abordagem-teorica-de-custos-da-agencia/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
ATKINSON, A. A.; KAPLAN, R. S.; YOUNG, S. M. S. Management accounting. Prentice Hall, 2004.

BIALOSKORSKI NETO, S. Gobierno y papel de los cuadros directivos en las cooperativas brasileñas: estudio comparativo. Revista de Economía Pública Social y Cooperativa, v. 48, 2004.

BIALOSKORSKI NETO, S. Member participation and relational contracts in agribusiness co-operatives in Brazil. The International Journal of Cooperative Management, v. 3, p. 20-26, 2006.

BRACKER, J. N.; PEARSON, J. N. Planning and financial performance of small, mature firms. Strategic Management Journal, v. 7, p. 503-522, 1986.

DELONE, W. H.; MCLEAN, E. R. Information systems success: the quest for the dependent variable. Information Systems Research, v. 3, p. 60-95, 1992.

DIETRICH, M. Accounting for the economics of the firm. Management Accounting Research, v. 12, n. 1, p. 3-20, mar. 2001.

FREZATTI, F.; AGUIAR, A. B. D.; REZENDE, A. J. Relationship between management accounting attributes and user satisfaction. Journal of Accounting, Business & Management, v. 13, p. 1-24, 2006.

GOODHUE, D. L.; THOMPSON, R. L. Task-technology fitand individual performance. MIS Quarterly, v. 19, p. 213-236, jun. 1995.

HANSMANN, H. B. Ownership of the firm. Journal of Law, Economics & Organization, v. 4, p. 267-304, 1988.

JENSEN, M. C.; MECKLING, W. H. Theory of the firm: managerial behavior, agency costs and ownership structure. Journal of Financial Economics, v. 3, n. 4, p. 305–360, 1976.

MILGROM, P.; ROBERTS, J. Economics, organization e management. New Jersey: Prentice Hall, 1992.

MINTZBERG, H.; AHLSTRAND, B.; LAMPEL, J. Strategy safari: a guided tour through the wilds of strategic management. New Jersey: Free Press, 1998.

PEEL, M. J.; BRIDGE, J. How planning and capital budgeting improve SME performance. Long Range Planning, v. 31, p. 848-856, 1998.

RAI, A.; LANG, S. S.; WELKER, R. B. Assessing the validity of IS success models: an empirical test and theoretical analysis. Information systems research, v. 13, n. 1, p. 50-69, mar. 2002.

RESE, M. Relationship marketing and customer satisfaction: an information economics perspective. Marketing Theory, v. 3, n. 1, p. 97-117, mar. 2003.

SEDDON, P. B. A respecification and extension of the DeLone and McLean model of IS success. Information Systems Research, v. 8, p. 240-253, 1997.

SPEKLÉ, R. F. Explaining management control structure variety: a transaction cost economics perspective. Accounting, Organizations and Society, v. 26, n. 4-5, p. 419-441, maio 2001.

VENTURA, E. C. F.; FONTES FILHO, J. R.; SOARES, M. M. Governança Cooperativa: diretrizes e mecanismos para fortalecimento da governança em cooperativas de crédito. Brasília: BACEN, 2009.

WILLIAMSON, O. E. The mechanisms of governance. Oxford: Oxford University Press, 1996.