Destinação irregular de resíduos de construção e demolição (RCD) e seus impactos na saúde coletiva Outros Idiomas

ID:
8056
Resumo:
Resíduos de construção e demolição representam grande parte do volume final de resíduos sólidos urbanos (RSU). Com o crescimento da participação da construção civil no Produto Interno Bruto brasileiro, a geração de resíduos provenientes deste setor passou a consistir em um importante problema ambiental. Formas de reaproveitamento destes resíduos, muitas vezes na composição de novos materiais, e o desenvolvimento de modelos e ferramentas de gestão têm sido uma constante no debate junto ao meio técnico, no intuito de se mitigar os efeitos causados pelo impacto da construção civil no meio ambiente. Contudo, a ausência de políticas públicas objetivas que considerem como problema real a geração, o manuseio e a deposição destes resíduos ainda se constitui como importante empecilho na adoção de práticas de sustentabilidade. Essa pesquisa exploratória relata a situação da deposição irregular de resíduos de construção e demolição (RCD) em três municípios brasileiros. Os dados necessários a este estudo foram obtidos por meio de pesquisa documental. O objetivo desta pesquisa é analisar o problema de geração e destinação final de resíduos sólidos de construção civil e seus impactos na saúde coletiva por meio de um estudo comparativo em três municípios brasileiros: São Paulo/SP, Uberlândia/MG e Recife/PE. Dessa forma, pretende-se, com esse estudo, contribuir com o meio técnico na discussão a respeito da importância da correta destinação dos resíduos de construção e demolição e seus impactos, causados pela sua destinação inadequada.
Citação ABNT:
PASCHOALIN FILHO, J. A.; GRAUDENZ, G. S. Destinação irregular de resíduos de construção e demolição (RCD) e seus impactos na saúde coletiva. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 6, n. 1, p. 127-142, 2012.
Citação APA:
Paschoalin Filho, J. A., & Graudenz, G. S. (2012). Destinação irregular de resíduos de construção e demolição (RCD) e seus impactos na saúde coletiva. Revista de Gestão Social e Ambiental, 6(1), 127-142.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/8056/destinacao-irregular-de-residuos-de-construcao-e-demolicao--rcd--e-seus-impactos-na-saude-coletiva/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
Associação Brasileira de Normas Técnicas-ABNT.(2004) NBR10004: “Resíduos sólidos - classificação”, Rio de Janeiro, 71p.

Caixa Econômica Federal – CEF(2005). Manejo e gestão de resíduos da construção civil. Brasília: CAIXA, 194 p. Dezembro de 2005 de: .

Carneiro, F.P. (2005) Diagnóstico e ações da situação atual dos resíduos de construção e demolição na cidade do Recife. 2005. 132p Dissertação (mestrado). Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa/PB.

Conselho Nacional do Meio Ambiente –Conama(2002): Resolução nº. 307, de 05 de julho de 2002.

Dias, J. F. (2004) A construção civil e o meio ambiente. In: Congresso Estadual de Profissionais CREA – MG. Anais. Uberlândia: CREA.

Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Diário Oficial da União, Brasília, DF, Recuperado em: 17 de julho de 2002, de: .

Fernandes, M.P.M. et al.(2010) A modificação da paisagem urbana e os resíduos da construção e demolição. In: Simpósio Iberoamericano de Ingenieria de Residuos, 3; Seminário da Região Nordeste sobre resíduos sólidos, 2, João Pessoa, Pb, Brasil.

John, V. M. (2000) Reciclagem de resíduos na construção civil: Contribuição para metodologia de pesquisa e desenvolvimento. São Paulo. 113p. Tese (Livre Docência) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia de Construção Civil.

John, V.M., Agopyan, V. (2000) Reciclagem de resíduos da construção civil. In: Seminário – Reciclagem de resíduos sólidos domiciliares. Secretaria de Estado do Meio Ambiente. São Paulo. 13p.

Morais, G.M.D. (2006) Diagnóstico da deposição clandestina de resíduos de construção e demolição em bairros periféricos de Uberlândia: Subsídios para uma gestão sustentável. 2006.

Pinto, T. P. (1999) Metodologia para a gestão diferenciada de resíduos sólidos da construção urbana. 1999. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo.

Prefeitura Municipal de São Paulo – PMSP (2012). Ecoponto: Estação de entrega voluntária de inservíveis. Recuperado em Julho de 2012, de: .

Schneider, D.M.(2003) Deposições irregulares de resíduos da construção civil na cidade de São Paulo. 2003. 131p Dissertação (mestrado). Universidade de São Paulo, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo.

Takata, T. (2003) Survey on the health effects of chronic exposure to dioxins ant its accumulation on workers of a municipal waste incinerator, rural parto f Osaka Prefecture, and the result of extended survey afterwards. Industrial Health, 41(3),189-196.

Araujo, J. M.(2000) Caçambas coletoras de resíduos sólidos e riscos à saúde pública: um enfoque segundo os princípios da atenção primária ambiental. São Paulo. 138f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.