Formação da Agenda: Método de Policy Advocacy para ensino de políticas públicas Outros Idiomas

ID:
8473
Autores:
Resumo:
O objetivo deste artigo é apresentar um método didático chamado Trabalho de Formação da Agenda como estratégia para reforçar a relação teoria e prática em disciplinas de Políticas Públicas. Este método vem sendo testado desde 2010 em curso de graduação de Administração Pública, e consiste em envolver os alunos em atividades de policy advocacy, ou seja, engajamento na influência da opinião pública e das agendas da mídia, política e governamental sobre a relevância de algum problema público ou proposta de intervenção. O artigo apresenta os conceitos fundamentais sobre o tema, o planejamento do método didático, as estratégias de orientação dos trabalhos de campo e o método de avaliação empregado. Os resultados são positivos do ponto de vista de aprendizagem dos conteúdos formais de políticas públicas e do engajamento estudantil em atividade política extra-classe.
Citação ABNT:
SECCHI, L.Formação da Agenda: Método de Policy Advocacy para ensino de políticas públicas. Administração Pública e Gestão Social, v. 4, n. 1, p. 32-47, 2012.
Citação APA:
Secchi, L.(2012). Formação da Agenda: Método de Policy Advocacy para ensino de políticas públicas. Administração Pública e Gestão Social, 4(1), 32-47.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/8473/formacao-da-agenda--metodo-de-policy-advocacy-para-ensino-de-politicas-publicas/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BALL, Philip. Critical mass: how one thing leads to another. New York: Farrar, Straus and Giroux, 2004.

BERTALANFFY, Ludwig von. General system theory; foundations, development, applications. New York: G. Braziller, 1969.

BESANKO, David, DRANOVE, David, SHANLEY, Mark, SCHAEFFER, Scott. A economia da estratégia. Porto Alegre: Bookman, 2006.

COBB, Roger, ROSS Jennie-Kieth, ROSS, Marc Howard. Agenda building as a comparative political process, The American Political Science Review. vol 70, n. 1. 1976, pp. 126-138.

HOWLETT, Michael, RAMESH, M. Come studiare le politiche pubbliche. Bolonha: Il Mulino, 2003.

JONES, Charles O. An introduction to the study of public policy. Monterey, Calif.: Brooks/Cole Pub. Co, 1984.

KINGDON, John W. Agendas, alternatives, and public policies. Boston: Little, Brown, 1984.

LASSWELL, Harold D. The decision process; seven categories of functional analysis. College Park, Bureau of Governmental Research, University of Maryland, 1956.

MAY, Judith V., WILDAVSKY, Aaron B. The policy cycle. Beverly Hills: Sage Publications, 1978.

MENY, Yves, THOENIG, Jean-Claude. Le politiche pubbliche. Bologna: Il Mulino, 1991.

NORTH, Douglass C. Structure and change in economic history. New York: W. W. Norton and Company, 1981.

OLSON, Mancur The logic of collective action: public goods and the theory of groups. Cambridge: Harvard University Press, 1971.

SECCHI, Leonardo. Políticas públicas: conceitos, esquemas de análise, casos práticos. São Paulo: Cengage Learning, 2010.