A transição para a Gestão Universitária: o significado das relações interpessoais Outros Idiomas

ID:
9560
Resumo:
Busca-se, neste trabalho, compreender o significado das relações interpessoais estabelecidas no processo de transição do contribuidor individual (professor) para gestor (reitor ou pró-reitor) em universidades. A abordagem fenomenológico-hermenêutica de van Manen (1990) foi utilizada, a fi m de retomar os principais temas desta experiência. Seis ex-gestores universitários emprestaram suas experiências vivenciadas em universidades pertencentes à Associação Catarinense das Fundações Educacionais (ACAFE), por meio das entrevistas em três tempos, preconizadas por Seidman (1998), realizadas entre maio de 2009 e março de 2010. Recorrendo às entrevistas transcritas, foi possível resgatar três grandes temas centrais, que representam os relacionamentos interpessoais que os professores entrevistados viveram como reitores e pró-reitores: as relações profi ssionais, o relacionamento com os alunos e as relações familiares, sentindo apoio e cobrança. Os dados revelados, por meio das experiências dos ex-gestores, embora estejam circunscritos a um universo restrito, revelam temas úteis para a compreensão das relações interpessoais vivenciadas durante a transição de professores para gestores universitários, trazendo, assim, contribuições para pensarmos em políticas de recursos humanos.
Citação ABNT:
SILVA, F. M. V.A transição para a Gestão Universitária: o significado das relações interpessoais. Revista de Administração FACES Journal, v. 11, n. 4, p. 72-91, 2012.
Citação APA:
Silva, F. M. V.(2012). A transição para a Gestão Universitária: o significado das relações interpessoais. Revista de Administração FACES Journal, 11(4), 72-91.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/9560/a-transicao-para-a-gestao-universitaria--o-significado-das-relacoes-interpessoais/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BARTRAM, D. The great eight competencies: a criterion-centric approach to validation. Journal of Applied Psychology, [S. l.], v. 90, n. 6, p. 1185-203, 2005.

BENNIS, W. A invenção de uma vida. Rio de Janeiro: Campus; São Paulo: Publifolha, 1999.

BENNIS, W.; NANUS, B. Líderes: estratégias para assumir a verdadeira liderança. São Paulo: Harbra, 1988.

BRIDGES, W. Managing organizational transitions. Organizational Dynamics, p. 24-33, Summer 1986.

CUNHA, L. A. Reforma universitária em crise: gestão, estrutura e território. In: TRINDADE, H. (Org.). Universidade em ruínas: na república dos professores. Petrópolis: Vozes; Rio de Janeiro: CIPEDES, 1999.

DRUCKER, P. F. O gerente e! caz. São Paulo: LTC, 1990.

ÉSTHER, A. B. A construção da identidade gerencial dos gestores da alta administração das universidades federais em Minas Gerais. 2007. 276 f. Tese (Doutorado em Administração) Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

ÉSTHER, A. B.; MELO, M. C. de O. L. A construção da identidade gerencial dos gestores de alta administração de universidades federais em Minas Gerais: o caso dos reitores. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 31., 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ENANPAD, 2007. 1 CDROM.

FIGUEIREDO, R. S. A tomada de decisão por dirigentes universitários: um estudo comparativo em universidades pública, comunitária e empresarial. 1992. 240 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Centro Sócio Econômico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1992.

FINGER, A. P. Liderança e gestão universitária. In: FINGER, A. P. et al. Liderança e administração na universidade. Florianópolis: OEA/UFSC, 1986. p. 13-26.

FINGER, A. P. Universidade: organização, planejamento e gestão. Florianópolis: Editora da UFSC, 1988.

GLASER, B. G.; STRAUSS, A. L. The discovery of grounded theory: strategies for qualitative research. New York: Aldine de Gruyter, 1967.

HEERDT, A. P. S. Competências essenciais dos coordenadores de curso em uma instituição de ensino superior. 2002. 100 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

HESBURGH, T. M. A relevância dos valores no ensino superior. Brasília: Universidade de Brasília, 1982.

HILL, L. A. Become a manager: how new managers master the challenges of leadership. 2nd. ed. Harvard Business School Press, 2003.

KANAN, L. A. Características do processo de vinculação de coordenadores de curso com o trabalho e com a universidade. 2008. 258 f. Tese (Doutorado em Psicologia) Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

KERR, C. Os usos da universidade. Fortaleza: Edições UFC, 1982.

KONCZAK, L. J. The first-time manager. Personnel Psychology, [S. l.], v. 47, n. 2, Summer 1994.

MARRA, A. V; MELO, M. C. O. L. A prática social de gerentes universitários em uma instituição pública. Revista de Administração Contemporânea, [S. l.], v. 9, n. 3, p. 9-31, jul./set. 2005.

MARRA, A. V; MELO, M. C. O. L. Docente-gerente: o cotidiano dos chefes de departamento e coordenadores de curso em uma Universidade Federal. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 27., 2003, Atibaia. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2003. 1 CD-ROM.

MINTZBERG, H. The manager’s job: folklore and fact. Harvard Business Review, [S. l.], v. 68, n. 2, Mar./Apr. 1990.

MORAES, L. V. dos S. de. A trajetória de mulheres que se tornaram reitoras em instituições de ensino superior no Estado de Santa Catarina. 2008. 240 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

MORGAN, G. Paradigms, metaphors and puzzle solving in organization theory. Administrative Science Quarterly, [S. l], v. 25, p. 605622, 1980.

MOT TA , P. R. G e s t ã o contemporânea: a ciência e a arte de ser dirigente. 15. ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

NININGER, J. R.; ARDITTI, M. J. A renovação das organizações: gerenciando transições na força de trabalho. Cadernos ENAP, n. 28. Brasília: ENAP, 2004.

PEARCE, C; CONGER, J. Shared leadership: reframing the hows and whys of leadership. Thousand Oaks: Sage, 2003.

PEARCE II, J. A. Problems facing first-time managers. Human Resource Management, [S. l.], v. 21, n. 1, Spring 1982.

PIAZZA, M. E. O papel das coordenações de cursos de graduação segundo a percepção de coordenadores em exercício da função. 1997. 213 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 1997.

QUINN, R. E. et al. Competências gerenciais: princípios e aplicações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

REZENDE, A. M. de. O saber e o poder na universidade: dominação ou serviço? São Paulo: Cortez, 1982.

SARGENT, A. G; SCHLOSSBERG, N. K. Managing adult transitions. Training & Development Journal, [S. l.], v. 42, n. 12, Dec. 1988.

SEIDMAN, Irving. Interviewing as qualitative research. New York: Teaches College Press, 1998.

SILVA, F. M. V. da. A transição de líder para contribuidor individual: a experiência vivida pelo ser gestor universitário. 2011. 273 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

SILVA, M. A. da. A aprendizagem de professores da Universidade Federal de Santa Catarina para dirigir as unidades universitárias. 2000. 268 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção e Sistemas) – Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000.

SILVA, M. A. da; CUNHA, C. J. C. A.; POSSAMAI, F. O que os professores aprendem para dirigir unidades universitárias: o caso da UFSC. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 25., 2001, Campinas. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2001. 1 CD-ROM.

SILVA, M. A. da; MORAES, L. V. S. Como os professores aprendem a dirigir unidades universitárias: o caso da UFSC. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 26., 2002, Salvador. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2002. 1 CD-ROM.

SILVA, M. A.; MORAES, L. V. S.; MARTINS, E. S. A aprendizagem gerencial dos professores que se tornam dirigentes universitários: o caso da UDESC. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 27., 2003, Atibaia. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2003. 1 CD-ROM.

SILVA, M. G. R. Competências gerenciais dos coordenadores do curso de graduação em administração de empresas: um estudo de caso na UCS. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 26., 2002, Salvador. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2002. 1 CD-ROM.

STOGDILL, R. M. Handbook of leadership: a survey of theory and research. New York: Free Press, 1974.

TACHIZAWA, T; ANDRADE, R. O. B. de. Gestão de instituições de ensino. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1999.

THOMAS, J. Handbook for! rst-time managers: managing effectively. Women in Business, [S. l.], v. 51, n.1, Jan./Feb. 1999.

TONELLI, M. J.; ALCADIPANI, R. O trabalho dos gerentes. A mudança que não ocorreu. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 27., 2003, Atibaia. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2003. 1 CD-ROM.

T R I G U E I RO, M. G. S. Universidades públicas: desa! os e possibilidades no Brasil contemporâneo. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1999.

VAN MANEN, M. Researching lived experienced. London: The Althouse Press, State University of New York Press, 1990.