Evidências empíricas da influência da taxa média de juros sobre o mercado acionário brasileiro Outros Idiomas

ID:
9971
Resumo:
Este artigo analisa e quantifica a influência da taxa média de juros sobre o mercado acionário, mais especificamente sobre o preço das ações negociadas na BM&F Bovespa S.A. A análise se fundamenta na teoria dos ciclos e o método estatístico utilizado foi o modelo de regressão linear. Os resultados apontam que o parâmetro correspondente à taxa Selic apresenta sinal negativo, ou seja, há relação inversa entre as variáveis. Portanto, à medida que se eleva a taxa Selic, o Índice Bovespa, em média, diminui, mas ele sofre elevação quando a taxa Selic é reduzida. Conclui-se que, para cada 1% (um por cento) de aumento (redução) na taxa Selic, o Índice Bovespa cai (se eleva) aproximadamente 1.000 pontos.
Citação ABNT:
HERSEN, A. H.; LIMA, L. F.; LIMA, J. F. Evidências empíricas da influência da taxa média de juros sobre o mercado acionário brasileiro. Gestão & Regionalidade, v. 29, n. 85, p. 77-92, 2013.
Citação APA:
Hersen, A. H., Lima, L. F., & Lima, J. F. (2013). Evidências empíricas da influência da taxa média de juros sobre o mercado acionário brasileiro. Gestão & Regionalidade, 29(85), 77-92.
Link Permanente:
http://www.spell.org.br/documentos/ver/9971/evidencias-empiricas-da-influencia-da-taxa-media-de-juros-sobre-o-mercado-acionario-brasileiro/i/pt-br
Tipo de documento:
Artigo
Idioma:
Português
Referências:
BACHA, J. C. C.; SHIKIDA, P. F. A. Notas sobre o Modelo Schumpeteriano e suas Principais Correntes de Pensamento. Teoria e Evidência Econômica. v. 5, nº 10, p. 107-126, 1998.

BCB – Banco Central do Brasil. Descrição da taxa Selic. Disponível em . Acesso em: 22 abr. 2012a.

BCB – Banco Central do Brasil. Histórico das taxas de juros. Disponível em . Acesso em: 28 abr. 2012b.

BCB – Banco Central do Brasil. Sistema Especial de Liquidação e de Custódia – Selic. Disponível em . Acesso em: 22 abr. 2012c.

BM&F BOVESPA S.A. Históricos dos segmentos

BM&F BOVESPA S.A. Índice Bovespa – Ibovespa. Disponível em . Acesso em: 30 mar. 2012(b).

BM&F e BOVESPA. Disponível em: . Acesso em: 25 mar. 2012(a).

BORGES, A. A importância da educação do investidor para a sustentabilidade do mercado de ações no Brasil. Revista RI, v. s/n, n. 103, set. 2006.

BRUM, C. A. H. Investindo em ações com estratégia e disciplina. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2008.

CVM, Comissão de Valores Mobiliários. Renda fixa vs renda variável. Disponível em . Acesso em: 31 mar. 2012.

DEBASTIANI, C. A.; RUSSO, F. A. Avaliando empresas, investindo em ações. São Paulo: Novatec, 2008.

ELDER, A. Aprenda a operar no mercado de ações. Rio de Janeiro: Campus, 2005.

FIGUEIREDO FILHO, D. B.; SILVA JUNIOR, J. A. Desvendando os mistérios do coeficiente de correlação de Pearson (r). Revista Política Hoje. v. 18, n. 01, p. 15-26, 2009.

FORTUNA, E. Mercado financeiro. 17 ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2008.

GAIA, L. E. et al. Análise da volatilidade do índice Bovespa: um estudo empírico utilizando modelos da classe ARCH. Contextus Revista Contemporânea de Economia e Gestão. v. 5, n. 01, p. 07-16, jan./ jun. de 2007.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GOULART, A. M. C.; PAIVA, E. V. S. Prêmio de risco do mercado de renda variável brasileiro (1986 a 2004). Anais... Disponível em . Acesso em: 16 mar. 2012.

GRÔPPO, G. S. Relação dinâmica entre Ibovespa e variáveis de política monetária. Disponível em . Acesso em: 13 mar. 2012.

GUJARATI, D. N. Econometria Básica. São Paulo: Makron Books, 2000.

HERMANN, J. Da liberalização à crise financeira norte-americana: a morte anunciada chega ao paraíso. Revista de Economia Política. v. 29, n. 01, p. 138-141, 2009.

HERSEN, A.; FERRERA DE LIMA, J. O efeito transbordamento da crise econômica internacional. Textos de Economia. v. 13, n. 01, p. 25-45, 2010.

HILFERDING, R. O Capital Financeiro. São Paulo: Nova Cultural, 1985.

HILL, C.; GRIFFITHS, W.; JUDGE, G. Econometria. 3 ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

KEYNES, J. M . Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda. São Paulo: Atlas, 1970.

KEYNES, J. M. A Teoria Ex Ante da Taxa de Juros. Literatura Econômica. v. 9, n. 02, p. 165-172, 1987.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2001.

MARTINS, L.. A Influência da Taxa de Juros (Selic) nos Investimentos. Disponível em . Acesso em: 4 out. 2011.

MEDEIROS, O. R.; RAMOS, F. C.. Determinantes do desempenho e volatilidade da BOVESPA: um estudo empírico. IV CONGRESSO USP CONTROLADORIA E CONTABILIDADE. Anais... São Paulo, 2004.

MEDEIROS, O. R.; RAMOS, F. C.. Evidências empíricas sobre o comportamento do mercado de ações no Brasil. Disponível em . Acesso em: 7 mar. 2012.

OREIRO, J. L.; LEMOS, B. P.; PADILHA, R. A. O regime de metas de inflação e a governança da política monetária no Brasil: análise e proposta de mudança. Disponível em . Acesso em: 28 abr. 2012.

PORTAL BRASIL. Índice Taxa Selic. Disponível em . Acesso em: 01 abr. 2012.

SACHETIM, H. M. Análise técnica: estudo da confiabilidade dos principais indicadores de análise técnica, aplicados as ações mais negociadas na Bovespa no período de 1995 a 2005. (Dissertação de mestrado). Curitiba: UFPR, 2006.

SAKAMOTO, R. A. Bovespa, BM&F e seus indicadores de mercado. In: HU, O. R. T.; GRAMANI, M. C. N. (Orgs.). Caderno de Engenharia de Produção do Mackenzie. v. 01, n.01, 2007.

SCHUMPETER, J. A. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juros e o ciclo econômico. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

SOUZA, M. B. M. Manual para a apresentação do trabalho acadêmico e técnico científico. Brasília: Biblioteca Digital Câmara, 2009. Disponível em Acesso em: 20/03/ 2012.

SOUZA, N. A.. Economia brasileira contemporânea: de Getúlio a Lula. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2008.